Valença do Piauí, 24 de jun, 2024

Educadores cruzam os braços e relatam constrangimentos em Valença

Professores da Creche Pró-infância

Uma manifestação que reúne professores da Creche Pró-infância, está sendo realizada na manhã desta terça-feira (03) em frente a creche. A manifestação é contra o atraso dos salários dos profissionais da educação que já dura 05 meses.

“Entramos em fevereiro e até agora só foram pagos abril e maio” disse uma das educadoras que informou que o atraso do vigia é de 08 meses. Na sexta-feira (30) aconteceu uma reunião entre os professores e a gestão municipal. O que chama atenção é que a reunião foi dirigida pela secretária de saúde Ilana Caetano e não pelo secretário de educação Kássio Gomes ou algum coordenador.

Só após as palavras consideradas ásperas ditas na reunião foi entendido o motivo da troca de secretários. “Essa manifestação também é uma resposta as ameaças feitas na reunião. Estamos com cinco meses com salários atrasados trabalhando todos os dias por amor e compromisso com nossos alunos não merecíamos as palavras constrangedoras ditas na reunião” relataram as educadoras.

A paralisação movimentou as redes sociais na manha desta terça-feira. Professores, autoridades e populares foram solidários com os professores e lamentaram os problemas da educação municipal que não se restringe apenas a creche pro-infância. Entre as manifestações está a publicação da vereadora Íris Moreira da senhora Jesus Silva que é mãe de aluno da creche. veja abaixo.

Lamentável fui deixar meu filho e me deparei com essa paralisação muito triste pq nossa educação dia que passa só piora.

Até onde Valença vamos suportar está administração? Cheguei agora da Creche Pró Infância. Os professores paralisaram seus trabalhos por falta de pagamento quem foi conversar com eles foi a Secretária de Saúde Ilana (ela ao invés de responder pela pasta dela foi quem foi fazer reunião com os professores) já que o Secretário da Educação Kassio Gomes é só turistano, na reunião ela foi rude, ao invés de solucionar os problemas fez foi dizer que se eles parassem para cada um que saísse tinha 30 pessoas querendo assumir. Ficamos triste, pelos professores que não recebem, pelas crianças que não assistem aula e pelos pais de alunos que estão assistindo a educação do nosso município sucumbir. Está mais do que na hora de ter a união de todos os prejudicados (professores, pais, alunos, comerciantes) fazerem frente a prefeitura e cobrar os nossos direitos. Estou à disposição.

Outro Lado

A secretária de saúde Ilana Caetano não foi localizada pela reportagem para comentar. O espaço está aberto.

1 Comentário

Ana Maria

Essa Ilana é a imperatriz do DIVINO ESPIRITO SANTO DESSE ANO ai em Valença?

03 set, 2019 Responder