Valença do Piauí, 09 de dez, 2021

Eletrobrás desrespeita Justiça e oferece energia ruim em Valença

juiz  Dr. José Osvaldo de Sousa
juiz Dr. José Osvaldo de Sousa

A população de Valença estar novamente enfrentando problemas com a energia elétrica. Depois de alguns dias sem maiores problemas (apesar da baixa tensão), a população vem sofrendo novamente com o efeito pisca-pisca, depois das 18h, onde a cada cinco minutos a energia falta retornando pouco tempo depois. O ciclo começa às 18h e às vezes se estende até às 21h, impossibilitando a utilização de aparelhos domésticos etc.

Os mais prejudicados são os comerciantes que dependem da energia elétrica para manter seus freezer e câmeras frigorificas ligados sem o risco de queimar. Já a população nesse período estar proibida de assistir televisão devido as constantes quedas de energia no horário. As agências, posto de combustíveis, empresas depois das 17h estão funcionado com geradores devido às quedas de energia aumentando assim os custos.

Em novembro do ano passado, o juiz Dr. José Osvaldo deu um prazo de 30 dias para que a Eletrobrás resolvesse o problema de queda de energia em Valença, sob pena de pagar uma multa diária de R$ 500 reais. A ação foi ajuizada pela promotora Drª Raquel Castelo Branco, que citou o Código de Defesa do Consumidor para nortear a ação contra a concessionária de energia elétrica. A medida exigia que a Eletrobrás oferecesse uma energia entre 200 e 230 volts fato desrespeitado até o momento.

1 Comentário

João Mauricio Araújo

Gostaria que alguém desta companhia fosse a público e se manifestasse para dar uma explicação aos consumidores, como relata o texto acima é um desrespeito para com a população desta região, é inaceitável uma situação como essa o povo aqui é muito passivo se não a conversa era outra.

24 maio, 2013 Responder