Portal V1

Em sessão tumultuada vereadores aprovam doação de terreno. Ouça

12/04/2011

registro da hora da votação

A Câmara Municipal de Valença do Piaui aprovou em sessão ordinária realizada na noite desta segunda-feira (11), por 05 votos a 03, o Projeto de Lei que doa para a AGESPISA um terreno nas proximidades do Bairro COHAB. O projeto é de autoria do Executivo Municipal e já havia sido colocado três vezes na Ordem do Dia.

Com a palavra, o vereador Joaquim Filho (PTB) relacionou o histórico do terreno, que já havia sido doado no período eleitoral para um correligionário, depois foi tomado e doado através de um decreto a AGESPISA, que por sua vez perfurou o poço e agora para concluir a doação precisava do aval do Poder Legislativo, uma vez que o decreto municipal não tinha validade nessas questões.

Ele denunciou ainda que a AGESPISA está usando a água do município sem nenhuma autorização, uma vez que a Câmara Municipal em outra Legislatura rejeitou o contrato com a AGESPISA, o que torna a utilização do nosso subsolo de acordo com o vereador irregular. Ele afirmou que a prefeitura está doando o terreno sem nenhuma contrapartida para o município.

A presidenta da câmara, vereadora Ielva Melão que nessas matérias só pode votar em caso de empate reclamou da atitude da prefeitura, que desrespeitou o Parlamento, mas uma vez. Ela lembrou que o mesmo fato aconteceu na doação de parte da rua para a construção do Pró-infância. “O prefeito precisa entender que precisa agir de acordo com a Lei” reclamou.

A vereadora Ceiça Dias (PSB) afirmou que reconhecia os erros do projeto, mas que votava a favor porque a população iria se beneficiar com a água do poço. Com o mesmo argumento se pronunciou o vereador Lindomar Amâncio (PRTB), que afirmou que o prefeito já havia resolvido o problema do antigo proprietário do terreno. Já os vereadores Tico Adriano (PMDB) e Gilmar Barbosa (PC do B) também se pronunciaram contra a doação.

Antes da votação, os vereadores discutiram o projeto que como era de se esperar acirrou os ânimos, entre as duas bancadas. De um lado, a oposição que tentava convencer os vereadores do prefeito a rejeitarem o projeto e do outro os vereadores do governo que reconheciam os erros, mas iriam votar a favor do prefeito.

A grande surpresa na votação foi o apoio ao projeto do vereador Pedro Ribalta (PTB), o vereador ao apoiar o projeto decretou sua aprovação em plenário, haja vista, que em um eventual empate, a presidenta votaria pela desaprovação do projeto. Pedro Ribalta, a exemplo dos vereadores Eliseu França (PSB) e Valdefran Vieira (PRTB) não se pronunciou na discussão do projeto. Na proxima semana acontecerá a segunda votação do projeto.

Ouça no player abaixo parte da discussão do projeto aprovado nesta segunda-feira 11 de abril. Começando pelo vereador Lindomar Amâncio, Ceiça Dias, Ielva Melão e Joaquim Filho.

Compartilhe

10 Comentários

  1. Valter Silva em 12/04/2011 às 13:17

    Quero saber o que Valença pode esperar desses 05 vereadores. eles por ganhar um farto salario a nossa custas podem pagar a taxa de agua e nois. o que mais preocupa é a cara de pau de afirmar que é independente e isso mais. essa votação mostrou o quanto podemos confiar nas palavras desses vereadores que nas radios e nos plenarios mostram uma coisa e nessa hora que é para defender o povo fazem isso. Eu quero acreditar que eles receberam algo muito bom para votar porque nada se justifica essa malhação publica sem receber nada. isso é uma vergonha

  2. A votação deste projeto de lei de doação mostrou algumas coisas interessantes em Valença, o prefeito doa um pedaço de uma rua para uma empresa cavar um poço e cobrar a fatura da população, só pra mostrar que quem manda na câmara e na cidade é ele. um vereador diz na maior cara de pau que vinha brigando por aquele pedaço de rua para ser doado para um eleitor que não preenchia os critérios de doação, esquecendo de outros eleitores muito mais necessitados, mais teve uma verdade nesta história, um vereador que vivia em busca de alguma vantagem, acho que encontrou nesta votação, porque desceu do muro. E ainda vem mais coisa por ai. ACABA NÃO MUNDÃO!

  3. Sandra Maria em 12/04/2011 às 15:35

    Ouvi a sessão ontem e foi pior do que parece, o desespero de vereador em justificar o injustificável. Cara é vergonhoso. O prefeito destrói ou mostra a verdadeira face dos vereadores e eles acham que a agespisa vai ter pena da população. Ta que nem os casos de dengue em Valença no poliesportivo ta cheio de pessoas com dengue e os casos não são computados. Será porque. Ta bom do portalv1 ver isso

  4. Eva Maria em 12/04/2011 às 16:06

    Os nobre Edis mostraram que entre o povo e as benesses do poder eles já tem um lado e isso é muito importante. Nos próximos dias teremos novidades na prefeitura e no estado com apadrinhados desses Edis que só assumem algo dessa maneira e o povo pau pau. A ornamentação e o cerimonial dessas posses já estão garantidos vamos ver a que preço Joaquim Filho

  5. Martonio Silva em 12/04/2011 às 16:12

    O mais engraçado na sessão de ontem foi dois vereadores pedindo para acabar a sessão, um que não tinha mais nada a dizer de tanto constrangimento e o outro porque falta a muitas sessões e não sabe mais qual o horário regimental.

  6. Silvestre Lima em 13/04/2011 às 11:22

    Agora eu entendo porque o prefeito disse que trocava o Joaquim pelos quatro vereadores dele. A autoridade que afirma que o projeto ou a lei está errada e vota não dá para confiar. A próxima votação é a COSIP que o prefeito quer aumentar a taxa de iluminação alguém tem duvidas com quem esses cinco vereadores irão ficar?

  7. Daniel Sousa em 13/04/2011 às 17:09

    Sobre a COSIPI, eu conheço um vereador ex-radialista que alguns anos atraz brigava na rádio dizendo que essa taxa era um roubo, vamos ver se ele vai votar a favor do aumento da taxa.

  8. Paulo em 14/04/2011 às 00:58

    Como o Brasil é o ninho da Corrupção política porque ser diferente nessa cidade,onde não tem autoridades,fiscalização em fim,a impunidade é a palavra mais correta para identificar o quanto a incompetência abrange a administração publica.

  9. Mariana em 14/04/2011 às 08:44

    É vergonhoso! Esta cidade pode acontecer tudo que não haverá punição pra ninguém. Este prrefeito faz o que quer, pois isso que ele fez agora é costume dele, pois quando a gente vai na Prefeitura pedir um terreno ele manda a gente ir até a Secretaria de Saúde para falar com aquele secretário, pois ele é quem faz a doação para fazer politica para ele, faz tempo que a Secretaria está trabalhando para a Campanha desde Secretário, ai quer dizer que a LEI autoriza um terreno de 10×40 ele passa por cima da LEI e doa 10×50, e isso os vereadores estão sabendo que eles não são loucos eles estão lá né para fiscalizar as irregularidade da Prefeitura e Secretarias. Pois abrem o olho!

  10. Daniel Sousa em 14/04/2011 às 15:56

    ESSE SECRETÁRIO PODE DAR TERRENO O TANTO QUE QUIZER MAS ELE NUM GUENTE UMA ELEIÇAÕ PRA PREFEITO.

Deixe seu comentário