Portal V1

Encenação da Paixão de Cristo Emociona.

08/04/2009

Luiz Carlos, Raimundo Barbosa, Leomar Rodrigues e grande elenco encantaram centenas de valencianos que acompanharam, na tarde desta terça-feira (07) a encenação da Paixão de Cristo, no centro histórico da cidade. A nona apresentação contou com a participação de 62 atores, que emocionaram o público que esteve presente ao evento e consolidou a encenação, como a maior apresentação teatral ao ar livre de Valença. Mereceram elogios do público a riqueza dos cenários montados ao longo do espetáculo, o figurino e a atuação dos atores, que transportaram os valencianos presentes aos últimos momentos vividos por Cristo na Roma antiga.

 

“É emocionante acompanhar a apresentação, na hora em que Jesus carrega a cruz e o som dos chicotes me emociona sempre” disse ao alencarnet a dona de casa Maria da Conceição. Esse ano algumas novidades foram implementadas no espetáculo, como na cena em que Jesus é tentado no deserto, a figura do diabo sempre associada ao vermelho foi desmitificada e ganhou tons de branco, que apesar do primeiro impacto foi recebida com aplausos pela atuação dos atores em cena e pelo detalhe do fogo no tridente.

 

Se o lado artístico foi emocionante, o mesmo não se pode dizer da cobertura dada ao espetáculo. Devido à extensão dos cenários, que começa nas margens do Riacho Caatinguinha e termina no patamar da Matriz, algumas cenas não foram acompanhadas pelo público e em alguns momentos os próprios atores se perguntavam onde seria a próxima cena. Essa indefinição é causada sobre tudo pela falta de apoio das autoridades e da iniciativa privada, que ainda não entenderam a grandeza do espetáculo para o município.

 

 

Essa falta foi percebida na sonorização do evento, (o carro de som só chegou na metade do espetáculo) e até mesmo na falta de interdição das ruas, por onde passava o espetáculo. É urgente se pensar se não em outro local para o evento, onde o público possa acompanhar sem as tradicionais correrias ou na adequação do espaço atual, que pela sua arquitetura beneficia a ambientalização da peça. A realização do espetáculo é da Companhia de Teatro Os Desfraudadores, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Ponto de Cultura Preta Mão de Onça.

  

Compartilhe

Deixe seu comentário