Valença do Piauí, 17 de jan, 2021

Fazenda da Paz desenvolverá projeto “Testemunho Vivo” em Valença

Fazenda da Paz
Fazenda da Paz

A Fazenda da Paz, em parceria com a Secretaria de Educação do Estado do Piauí, levará aos municípios de Teresina, São Raimundo Nonato, Picos, Parnaíba, Jaicós, Valença, Floriano, Oeiras, o Projeto “Testemunho Vivo”, com o objetivo de capacitar alunos, familiares e corpo docente das escolas estaduais dos Piauí para atuarem na prevenção ao uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas.

A estratégia é capacitar alunos, familiares e corpo docente das escolas estaduais do Piauí para atuarem de forma eficaz no trabalho de prevenção e sobretudo na luta pela valorização da vida humana saudável, como um bem estar social.

O Projeto “Testemunho Vivo” terá início na primeira quinzena de março com a distribuição de cartilhas e folders, exibição de filmes, rodas de diálogo, além do testemunho de dependentes químicos que já passaram pelo tratamento na Fazenda da Paz e oficinas temáticas nas escolas estaduais da capital e dos sete municípios contemplados.

Por acreditar no poder transformador que a educação possui, a Fazenda da Paz, que há 22 anos atua na recuperação da dependência química e na prevenção às drogas, busca atuar em conformidade com a Escola, sendo esse o instrumento primordial para alcançar os jovens.

“Acreditamos que a escola é o centro de saber dos jovens, como referência de aprendizagem tanto de coisas boas, como também de ruins. O Projeto Testemunho Vivo tem como principal objetivo mostrar, na escola, que mesmo que alguns jovens possam escolher trilhar caminhos tortuosos, sempre há retorno a diante, mas a prevenção é o que vai, de fato, evitar o uso e a dependência química”, afirma Célio Barbosa, Coordenador Geral da Fazenda da Paz.

Através do Projeto “Testemunho Vivo” teremos jovens mais informados, integrando uma sociedade mais consciente da problemática. Ao término do Projeto, pretende-se que alunos e professores sejam protagonistas dessa luta pela prevenção às drogas e que possam multiplicar este trabalho de conscientização em suas casas, em suas famílias e em suas cidades.

0 Comentário