Valença do Piauí, 16 de out, 2021

Fé e devoção marca última noite de festejo de São Francisco de Assis em Valença

O encerramento da festividade católica atraiu milhares fiéis e devotos do Santo, que superlotaram o espaço da celebração e arredores nesta sexta-feira, 04 de outubro. A Santa Missa foi presidida pelo pároco Pe. Antônio Carlos, que contou com a participação dos Diáconos Evandro Sousa e Balbino Miranda.

A devoção ao padroeiro era demonstrado a todo momento, desde a procissão com fiéis portando velas, vestidos de marrom ou trajados com as vestes de São Francisco em sinal de agradecimento ao Santo. E durante toda a missa, da chegada no espaço sendo carregado e pelos fiéis até o encerramento onde grande número de pessoas formaram fila para tocar a imagem do santo. 

A histórias da pequena Maria Rita de um ano e um mês, que vestida de São Francisco participou da procissão em sinal agradecimento pela a cura alcançada. A promessa foi feita pela mãe Cláudia Rejane Alves dos Santos, que teve complicações durante a gestação e teve a menina pré-matura.

A noite teve muitos momentos fortes que emocionaram os fiéis, apresentação dos jovens membros do EJC e do grupo de Acólitos foi um deles: com uma cruz de bambu ficada no pé do altar e um pano branco estendido por cima do tapete vermelho deu ao local um sinal de simplicidade intencional para apresentação que cantando e declamando a música “Doce é sentir”, arrancou da comunidade presente muitos aplausos.

  Ao fim da celebração, Pe. Antônio Carlos, iniciou parabenizando os jovens pela belíssima apresentação e seguiu agradecendo a todos que contribuíram para realização da festa daquela forma. O pároco de São Francisco, destacou o trabalho realizado com a participação da Paróquia de Nossa Senhora do Ó e Conceição durante a noites do festejo.

Pe. Antônio Carlos, ainda falou das dificuldades enfrentadas durante a preparação do festa, segundo o padre tudo deu certo pela graça de Deus e empenho de todos. E com um forte louvor, “Viva a São Francisco, a São Francisco viva…”, e queima de fogos de artifício foi encerrado o festejo do padroeiro.

Após a missa, ainda teve quermesse, bazar e bingo em prol da construção da Igreja matriz.

Leia o relato completo da Cláudia Rejane, mãe de menina Maria Rita

Com problemas graves de saúde a criança precisou passar por duas cirurgia com poucos dias de nascida. Após tudo isso, Cláudia Rejane conta o sofrimento de ver a filha na UTI por mais um problema de saúde. “Com 10 dias depois dos procedimentos cirúrgicos ela teve uma infecção e foi para UTI pela situação grave que se encontrava, ficando 18 dias lá”, relata a mãe da menina, Maria Rita.

Claúdia Rejane, fala que diante de tudo que estava acontecendo pediu a intercessão de São Francisco de Assis para a cura de sua filha e que depois de alguns dias a bebê saiu da UTI e seu quadro de saúde foi melhorando dia após dia. O estado de saúde da pequena Maria Rita será acompanhada até os 2 anos de idade, mas segundo a mãe a criança está bem.

“Eu acredito que a fé move montanha, coloque sua fé em Deus e com a intercessão de São Francisco você consegue. E foi graças a ele que minha filha está aqui hoje”, finaliza Cláudia Rejane.

Fonte: ascom

0 Comentário