Portal V1

Fraude e desvio de dinheiro do FNDE levaram ex-prefeito para a cadeia

29/01/2009

Desvio, apropriação indevida de recursos e fraudes em processos licitatórios envolvendo convênios celebrados entre a Prefeitura de Cocal e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação(FNDE). Foram essas irregularidades que levaram a justiça a decretar a prisão preventiva do ex-prefeito do município, José Maria Monção, do Democratas. 
As investigações na cidade de Cocal iniciaram ainda no ano passado, quando a Polícia Federal foi informada de possíveis irregularidades na administração municipal envolvendo recursos destinados à Educação. O processo corre no Tribunal Regional Federal, em Brasília(DF),em segredo de justiça .  O rombo envolvendo recursos federais está avaliado em cerca de R$ 5 milhões.
O inquérito policial é presidido pelo delegado da PF, Alexandre Uchôa, que acompanhou na manhã de hoje, a execução dos mandados de prisão e de busca e apreensão. 
Defesa 
O advogado Vicente Ribeiro, responsável pela defesa do ex-prefeito José Maria Monção, considerou irregular a prisão do seu cliente. “Se era apenas para instruir o processo não havia necessidade da prisão”, disse o advogado, que vai ingressar com habeas corpus ou um pedido de relaxamento da prisão para colocar o ex-prefeito em liberdade. 
José Maria Monção foi encaminhado no início da tarde ao Instituto Médico Legal(IML), onde fez exame de corpo delito. Em seguida, o ex-prefeito foi levado para a penitenciária Major César Oliveira. Amanhã, ele deverá retornar à sede da Polícia Federal, quando será interrogado pelo delegado Alexandre Uchôa.

Fonte: Portalaz

Compartilhe

Deixe seu comentário