Portal V1

José Itamar assina ficha de filiação ao PMDB. Veja Fotos

04/09/2011

José Itamar assinou ficha em concorrida solenidade neste sábado

Ex-prefeitos, vereadores, empresários, advogados, deputados estaduais e lideranças políticas de Valença, Novo Oriente e Pimenteiras prestigiaram na tarde deste sábado (03), o ingresso do ex-presidente da Câmara Municipal e advogado José Itamar as fileiras do PMDB municipal. Na solenidade, o presidente do diretório municipal Rubens Alencar falou da importância do ingresso do advogado ao PMDB por sua experiência e pela contribuição que o mesmo dará ao partido.

A deputada Margarete Coelho também falou do ganho que o PMDB terá com a ida do advogado. Em seu discurso o vice-presidente estadual do PMDB deputado Warton Santos agradeceu ao advogado, que segundo ele tem experiência suficiente para se candidatar a qualquer cargo nas próximas eleições.

Em suas palavras o novo filiado disse que estará a disposição do partido e da sociedade valenciana para contribuir no que for possível. Disse que já contribuiu nas três esferas dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário e que não se furtará de continuar ajudando caso seja necessário. Ele agradeceu ao deputado Warton Santos pelo convite para ingressar no PMDB e que estava muito feliz pela participação dos amigos na solidariedade.

Ele finalizou agradecendo sua família na pessoa de sua esposa Ivete Lima Verde pelo apoio na organização da festa e em todos os momentos de sua vida. O portalv1 cobriu o evento e trás as fotos da festa de filiação do advogado José Itamar, que nesta segunda-feira (05) será entrevistado ao vivo no Jornal da Horizonte FM ao meio-dia.

.

Compartilhe

4 Comentários

  1. Aílton Carvalho em 05/09/2011 às 23:23

    O ex-vereador José Itamar é um dos campeões em mudança de partido em Valença. Senão vejamos: em 1996 se elegeu vereador peça primeira vez pelo então PFL, com 513 votos, obtendo a terceira colocação. No ano 2000 reelegeu-se também pelo PFL com 396 votos, desta feita obteve a décima colocação(penúltima). Quando tomou posse no seu segundo mandato em 2001, já estava filiado ao PSDB. Em 2003 acompanhou o então prefeito Jarbas Matias e ingressou no PTB. Foi derrotado em 2004, onde obteve apenas 337 votos, ficando na segunda suplência. Em 2007 foi um dos fundadores do PRTB,partido de aluguel criado em Valença por parte da família Lima Verde, a qual o ex-vereador é agregado. Agora o ex-vereador filia-se ao PMDB, contabilizando cinco partidos em 15 anos desde que se candidatou pela primeira vez, perfazendo uma média de 1(uma) mudança de partido a cada (3)três anos. A julgar pela votação do deputado Warton Santos na eleição de 2010 (menos de 200 votos), não se deve esperar muita coisa para 2012. A não ser que a família se una plenamente em torno de seu nome, mesmo assim Jose Itamar enfrentará o estigma que paira sobre quem já perdeu eleição de vereador em Valença, pois quando isso acontece, dificilmente consegue ganhar novamente. Pra quem não sabe,apenas uma vez na história recente da política valenciana, um vereador conseguiu voltar ao mandato depois de ser derrotado nas urnas, trata-se do decano vereador Elizeu França, que não se reelegeu em 1996 – ainda que por uma questão de legenda, mas conseguiu retornar ao legislativo em 2000, por sinal mais vitaminado do que antes. Fora isso, não houve outro caso, e os exemplos são muitos: Eustásio Araújo, Luiz Rosa, Helena Tôrres,Francisco Maciel, Erasmo Rosa, Raimundo Xavier, Antenor Inácio. Todos estes foram vereador, perderam a primeira vez, tentaram voltar e não conseguiram. Será o ex-vereador capaz de quebrar esta escrita, mesmo agora sendo novamente onze vagas em disputa? Aguardemos as urnas, pois dela vem a resposta correta. Com a a palavra o eleitor valenciano.

  2. Julia Pereira em 06/09/2011 às 18:05

    Vejo na figura do Dr. Itamar um grande homem publico e não tenho duvidas de que se decidir ser candidato nas próximas eleições terá toda a possibilidade de se eleger e tirar a câmara municipal desse marasmo. Hoje o poder legislativo com exceção dos vereadores Ielva Melão e Joaquim Filho é a mesma coisa. Os vereadores ficam pedindo colocação de lâmpadas, buracos nas ruas e o mais impressionante quando o prefeito resolve atender algum pedido é se engalfinhando para serem o pai da criança. Outra coisa que ta banalizada na câmara é moção de aplauso. Tem vereador que é contratado para ornamentar a festa e parece que a moção de aplauso já está incluída no pacote. Sem falar na disputa pela moção de pesar.

  3. Marcos Antonio em 07/09/2011 às 20:56

    A camara de Valença precisa mudar, precisa de nomes novos, jovens que possam ter a oportunidade de falar por nós valencianos, pois hoje é uma vergonha com esse tanto de vereadores ultrapassados e que só assinam conforme o prefeito manda, com exceção de uns 2 a 3! Então caro valencianos vamos analizar bem em 2012, para não continuarmos no erro de entregar Valença sempre pra mesma familia! Chegou a hora dessa oposição das fotos se unir e fazer com que nossa cidade saia da mesmisse, já chega de atrasso e taca! Como era o eslogan da situação a 3 anos atrás: ” é Taca ” e hoje podemos notar que foi o mais certo, pois é só o que está tendo aqui! Vamos lá tranformar esses 200 votos que tiveram de maioria em 2008, em 2.000 pra oposição de maioria contra essa situação em 2012! CHEGOU A HORA DE MUDAR.

  4. Abeds em 09/09/2011 às 13:14

    Somente agora tive a oportunidade de ler o comentário do senhor Ailton Carvalho, arespeito do novo filiado ao PMDB e, apesar da eloqüência cavalesca ele parece um tonto aburrinado ou, desinformado! O mais certo.
    1º Não foi somente o Vereador Eliseu França a se reeleger após o dissabor da derrota em Valença. Já que o cara parece desocupado e gosta de informar, deve investigar melhor.
    2º Quando uma agremiação de amigos inclusive alguns membros da família Lima Verde, resolveram fundar o PRTB em Valença, não tiveram a informação de que este seria um partido de aluguel. E ainda acho que não é mesmo, pois o Presidente Estadual do partido na época e, nem tão pouco agora, precisa recorrer a este artifício na política. Se lhe faz bem indagar a vida alheia Sr. Ailton, pesquise e responda ao leitor o porquê.
    3º Na época de fundação do partido em Valença, Dr. Itamar estava prestando serviços na Assembléia Legislativa do Estado da Bahia e para lá, havia transferido o seu voto, como manda a Legislação Eleitoral. “O eleitor deve votar onde está residindo.” Este fato talvez o Senhor não saiba Sr. Ailton, deve ser acrescentado ao seu arquivo.
    E finalizando é bom que o Sr. Ailton procure um profissional na área da psicologia ou mesmo psiquiatria, para ver se este lhe ajuda a resolver seus conflitos de natureza interna, principalmente a inveja, e o descontentamento com a inutilidade de sua vidinha quando esta lhe conduz na sua pouca objetividade a rebuscar a vida dos outros, só no ímpeto de ofender. Veja: fez gratuitamente a biografia do Vereador Itamar. Sem mencionar a sua ingratidão a ponto de não reconhecer a ligação de seus ancestrais à família Lima Verde a quem tratou de expor com ar de deboche, talvez pelo fato de ser também a família do paraibano, Dr. José Itamar em Valença do Piauí, aquem se referiu com um certo sarcasmo.

Deixe seu comentário