Portal V1

Justiça suspende direitos políticos da ex-prefeita de Novo Oriente Rita Lopes

20/07/2017

Novo Oriente entrada da cidade

Em decisão desta terça-feira (18), o juiz da Comarca de Valença, Dr. Juscelino Norberto suspendeu os direitos políticos da ex-prefeita de Novo Oriente Rita Amorim, por cinco anos e pagamento de multa civil no valor corresponde a duas vezes o valor da remuneração mensal recebida pela ex-prefeita à época dos fatos.

De acordo com a denuncia feita pelo Ministério Publico, a prefeita teria cometido irregularidades na execução da reforma da Unidade Mista de Saúde, através do convênio 122/02, firmado entre a Secretária de Estado da Saúde e prefeitura de Novo Oriente.

A denuncia foi feito na época pelo então vereador Genivaldo Torres, que afirmou na época que as instalações da unidade de saúde foram transferidas para uma casa residencial, sem nenhuma condição de higiene ou privacidade dos pacientes.

De acordo com o ex-vereador, como forma de retaliação a denuncia a ex-prefeita não teria repassado o duodécimo da Câmara de Vereadores na época.

A ex-prefeita Rita Lopes apresentou documentações, alegando que não houve irregularidades na reforma da unidade mista de saúde, assim como não houve má-fé no repasse do duodécimo do Poder Legislativo ou qualquer lastro probatório de pratica ilícita no relatório técnico do TCE-PI.

As explicações da ex-prefeita, num entanto não convenceram o magistrado que decidiu pela condenação da ex-gestora.

Outra decisão

Em outra decisão no ultimo dia 11 de julho, Dr. Juscelino Norberto que também responde pela 18ª Zona Eleitoral (Valença, Novo Oriente e Lagoa do Sitio) desaprovou as prestações de contas anual do Partido Comunista do Brasil de Novo Oriente (PCdoB) com referencia ao ano de 2012, presidido pelo então presidente Genivaldo Torres.

Em sua decisão, o juiz determinou a suspensão do recebimento de quotas do fundo partidário pelo prazo de 01 ano.

Compartilhe

Deixe seu comentário