Portal V1

Líderes tropeçam, Inter renasce e briga contra queda esquenta

22/11/2009

adriA três rodadas do fim, o Campeonato Brasileiro não perdeu o hábito de ver seus líderes hesitarem e desperdiçarem pontos que pareciam bem possíveis. Na 36ª jornada, o Internacional foi o único dos sete primeiros a vencer seu compromisso, o que lhe coloca definitivamente na briga pelo quarto título brasileiro mais uma vez.

No outro extremo da classificação, o Fluminense somou mais uma grande vitória à recuperação incrível no returno do Campeonato Brasileiro, mas segue na zona do rebaixamento. Botafogo, Náutico e Santo André ganharam, acendendo o sinal de alerta para a dupla Atlético-PR e Coritiba, que tropeçou.

O domingo do Brasileiro foi eletrizante e teve o Engenhão como o grande cenário dos jogos das 17h (de Brasília). O atacante Jóbson comandou o Botafogo que precisava vencer o São Paulo para seguir fora do rebaixamento: fez dois gols, deu uma assistência e também esperanças ao Flamengo, favorito no Maracanã diante do já descompromissado Goiás.

Jogando para 83 mil torcedores para somar três pontos e assumir a liderança a dois jogos do fim, o Flamengo parou na forte marcação do Goiás e em seu próprio nervosismo, não saindo de um 0 a 0 decepcionante. Como prêmio de consolação, apenas o fato de ver a distância para o São Paulo cair para um só ponto.

Tudo isso beneficiou o Internacional, que venceu o primeiro dos confrontos diretos contra os primeiros colocados no returno. O Atlético-MG segue caindo e foi batido pelos gaúchos em pleno Mineirão graças a um gol isolado de Giuliano.

Com três pontos pontos a menos que o líder São Paulo e dois em relação ao Flamengo, mas o mesmo número de vitórias, o Internacional precisa vencer Sport (fora) e Santo André (casa). Se os paulistas perderem um e os cariocas empatarem outro, esse cenário levaria o título ao Beira-Rio.

O fim de semana deu até novo ânimo ao Palmeiras, que tem 59 pontos e, apesar da crise instalada, três de distância para o primeiro lugar. Difícil mesmo ficou para os mineiros Cruzeiro e Atlético-MG, que veem o G-4 também a três pontos de distância após nova rodada sem vitória. Por fim, o Avaí perdeu para o Santo André e quase não tem mais chances de vaga na Libertadores.

A briga contra o rebaixamento

Se tivessem perdido, Santo André (que venceu o Avaí) e Náutico (que ganhou do Corinthians), já teriam o rebaixamento decretado. No entanto, os pontos somados deram à dupla a sobrevivência para as duas rodadas finais, por mais que a queda ainda seja eminente.

Por conta da derrota do Coritiba, em visita ao Santos, e do empate em casa do Atlético-PR, contra o Cruzeiro, o cenário ficou completamente aberto para o Botafogo, de grande vitória contra o líder São Paulo, e para o Fluminense, invicto desde a 27ª rodada.

Na prática, o Flu de Cuca só depende de suas próprias forças para permanecer na elite. Se vencer o Vitória no Maracanã, no próximo domingo, o tricolor carioca vai ao Couto Pereira precisando de mais três pontos para sair da zona de rebaixamento na 38ª rodada.

Redação Terra

Compartilhe

Deixe seu comentário