Portal V1

Mão Santa faz homenagem ao Grupo Claudino no Senado

25/11/2008

O senador Mão Santa (PMDB) usou a tribuna do Senado para lembrar o aniversário de 50 anos do Armazém Paraíba enfatizando que a loja de departamento que tem como proprietário o empresário João Claudino é uma das principais responsáveis pela geração de emprego e renda para a sociedade piauiense. Mão Santa recorreu ao regimento interno do senado federal requerimento “Votos de Aplauso” à empresa piauiense, contando aos demais senadores, a trajetória dos irmãos Claudino que inauguraram a primeira loja em 1958, no município de Bacabal- MA e que atualmente o Grupo Claudino não se resume ao Armazém Paraíba reunindo mais dez empresas que desenvolvem trabalhos na construção civil, no mercado publicitário entre outras atividades. No decorrer do discurso o senador frisou que “Armazém Paraíba” é um exemplo a ser seguido pela classe empresarial de todo o país, pois além de gerar emprego, renda e preços acessíveis à população de baixa renda, oferece anualmente uma grande festa, uma espécie de retribuição pela fidelidade de sua clientela.

O senador lembrou que a revista empresarial “Expressão”, dedicou uma matéria especial para falar sobre o Grupo Claudino e seu significado, “porque é um grupo, que participa da sociedade. Os dois irmãos são verdadeiros mecenas na cultura, na arte, no folclore, em todos os acontecimentos culturais, religiosos. De tal maneira que, sem dúvida nenhuma, é uma empresa que se transformou em uma universidade que capacitam profissionais, que capacita pessoas”, pontuou Mão Santa. No final da homenagem ao Grupo Claudino, Mão Santa afirmou que as conquistas da empresa chegaram ao senado federal com o senador João Vicente Claudino comentando que apesar de ser um dos empresários mais fortes do Brasil, mantém a simplicidade, enfocando que “seu partido, o Partido Trabalhista Brasileiro, com a liderança dele, foi o partido que mais cresceu no Estado do Piauí. Passou do meu PMDB, por liderança própria dele e uma vocação política extraordinária”.

Fonte: gp1

Foto: alencarnet

Compartilhe

Deixe seu comentário