Valença do Piauí, 04 de dez, 2021

Margarete comenta desistência de J. Rodrigues e defende candidatura de Rejane

Margarete Coelho
Margarete Coelho

A deputada estadual Margarete Coelho (PP), que é um dos nomes cotados para ser vice de Wellington Dias, comentou sobre a desistência do deputado federal Jesus Rodrigues (PT) de concorrer à reeleição. Para a parlamentar, trata-se de uma questão de foro íntimo na qual não há como interferir.

“Eu tenho certeza que a candidatura era importantíssima do partido, como é importantíssima para a democracia. Quanto maior o número de candidatos melhor para a democracia, pois tem um rol maior de pessoas a escolher. Mas isso é uma decisão pessoa dele eu acho que realmente não há como interferir. Mesmo ele não sendo candidato eu acredito que ele se manterá como um bom militante do partido e se manterá firme em defesa da candidatura de Wellington Dias. Acho que não é uma questão política e com certeza a intenção dele não é enfraquecer a eleição do maior líder do partido dos Trabalhadores, Wellington Dias”, declarou.

A deputada estadual Margarete Coelho disse que acredita que o problema não seria falta de isenção de Wellington Dias, mas considera que a candidatura de Rejane Dias sofre na verdade preconceito. Margarete considera que existe uma cultura de se credenciar a candidatura de mulheres a determinados padrinhos. Segundo ela, é como se a mulher não tivesse condições de ter capital político.

“O problema mais uma vez são as candidaturas das mulheres. São sempre muito problemáticas. As nossas candidaturas são sempre vistas como amadrinhadas ou apadrinhadas por alguém. O fato dela ser casada com o governador Wellington Dias não impede que ela tenha uma carreira própria. Eu acho que se a deputada Rejane percebeu um fortalecimento da candidatura dela. Se as bases que a apoiam fizeram essa reivindicação, isso decorre do trabalho dela então eu acho que é legítimo que ela dispute a eleição”, declarou.

0 Comentário