Portal V1

Médicos páram atendimento em hospitais públicos de todo o Estado

02/12/2009
Presidente do sindicato, Leonardo Eulálio

Presidente do sindicato, Leonardo Eulálio

Os médicos da prefeitura e do Estado páram as atividades durante todo o dia de hoje em advertência. Eles querem aumento de 30% nos vencimentos, considerados “vergonhosos” pela classe. Segundo o médico Renato Leal, diretor do sindicato, por isso o nome da campanha é “Vergonha”.

Segundo a entidade, o médico da prefeitura ganha R$ 1.294 por 20 horas semanais e do Estado recebe R$ 1.010. Uma entidade nacional da classe estima, através de pesquisa, que o ideal seria R$ 8.200.

“Os médicos têm que trabalhar todo dia o dia todo para poder honrar seus compromissos. Além disso tem que ter vários empregos. Hoje a paralisação é apenas de advertência. Mas se não for aberto um canal de negociação poderemos entrar em greve”, alerta Renato Leal.

Neste dia de paralisação funcionam somente os setores de urgência e emergência dos hospitais.Pacientes que forem aos postos de saúde de bairros serão encaminhados aos pronto socorros. Casos leves retornam para casa.

Fonte:cidadeverde.com

Compartilhe

Deixe seu comentário