Portal V1

MUNICIPALIZAÇÃO DO TRANSITO

19/01/2009

Bom Jesus e Detran-PI planejam municipalização do trânsito

Extraido de: Governo do Estado do Piauí

 

 

A municipalização do trânsito é um grande avanço na administração do tráfego de veículos nas vias públicas, além de possibilitar um trabalho conjunto da União, estados e municípios. Por esta razão, a prefeitura de Bom Jesus estuda junto ao Detran-PI viabilizar a municipalização do trânsito na região.

 

Na primeira reunião, que aconteceu nessa quinta-feira, 23, o diretor-geral do Detran-PI, Jesus Rodrigues, o prefeito de Bom Jesus, Alcindo Piauilino, e membros da Junta Administrativa de Recursos de Infrações (JARI) trataram a respeito dos procedimentos iniciais da municipalização.

O município de Bom Jesus fica localizado a 640 km de Teresina e tem vinte mil habitantes. Em suas vias circulam mais de três mil veículos. Segundo Alcindo Piauilino, o tráfego de veículos na cidade necessita de um controle maior. “A cidade está crescendo, e a população já exigiu medidas mais efetivas para controlar o trânsito. Além disso, o Detran-PI estimula a municipalização, o que vai nos ajudar a viabilizar nossa intenção o mais rápido possível”, analisa o prefeito, que já encaminhou o projeto para votação na Câmara Municipal.

Jesus Rodrigues acredita na municipalização como mais um reforço na organização do trânsito no Estado, bem como mais uma ferramenta para a redução de acidentes. “No Piauí, já temos sete municípios com trânsito municipalizado e obtivemos muitos resultados positivos. Com a adesão de Bom Jesus, teremos mais um ganho na administração do trânsito no Estado”. No Piauí, as cidades de Campo Maior, Parnaíba, Picos, Piripiri, Floriano, Uruçuí e Teresina já possuem o trânsito municipalizado.

O Código de Trânsito Brasileiro prevê uma clara divisão de responsabilidades e uma sólida parceria entre órgãos federais, estaduais e municipais. Os municípios, em particular, tiveram sua esfera de competência substancialmente ampliada no tratamento das questões de trânsito.

 

Autor: Samara Augusta

 

Compartilhe

Deixe seu comentário