Valença do Piauí, 27 de jan, 2021

Nesta segunda tem mais uma doação de terreno polêmica na câmara

O poço foi perfurado no primeiro semestre do ano pasado.

Os vereadores de Valença apreciam nesta segunda-feira (21) Projeto de Lei de autoria do Executivo Municipal, que doa para a Agespisa um terreno do município localizado na Rua Professor João Soares medindo 11, 60 de frente por 22,50 de fundo, no Bairro Valentim, próximo a COHAB. A prefeitura justifica a doação do terreno para a Agespisa informando que o mesmo servirá para a perfuração de um poço tubular para o abastecimento de água no referido bairro.

A matéria deve colocar novamente em lados opostos a situação e a oposição no Legislativo Municipal. O vereador Joaquim Filho (PTB) já declarou voto contrario a doação, alegando irregularidades na tramitação. Além de afirmar que a doação servirá apenas para a Agespisa arrecadar dinheiro, sem nenhum beneficio direto a população, o vereador informou que a prefeitura, mas uma vez ignorou as prerrogativas da Câmara Municipal, uma vez que o terreno em questão já consta com o beneficio, ou seja, o poço já foi perfurado sem nenhuma autorização da Câmara Municipal.

Na oportunidade ele lembrou que o terreno tem um histórico de irregularidades. “Primeiramente o terreno foi doado no período eleitoral para uma família, depois foi tomado. O prefeito deu a Agespisa verbalmente, que perfurou o poço e agora a prefeitura apresenta esse projeto como se o processo começasse agora, ele pode enganar a outro vereador a mim não” afirmou. A sessão desta segunda-feira acontece às 20h, na Câmara Municipal.

Ano passado o vereador Lindomar Amâncio leu em plenário a doação do terreno a família assinada pelo prefeito Alcântara e pelo secretário de obras Antônio Gomes.

3 Comentários

vicente izidorio soares

Incrível como os vereadores de Valença gastam energia discutido banalidades. Pautar um assunto desta natureza é no mínimo falta de assuntos importante para lava ao plenário da câmara, um terreno de apenas 11 x 22 na periferia da cidade e algo que os vereadores deveriam tomar conhecimento mas não é assunto para a polemica que esta sendo formada.
Assunto de maior importância, que os vereadores deveria interferi, e que infelizmente até agora ninguém se manifestou sobre o assunto, foi o aumento de 40% na área do aterro sanitário que esta totalmente em desconformidade com a lei dos resíduos sólidos.

Vicente Prego.

21 mar, 2011 Responder

Luciana

Qualquer metro quadrado dentro de Valença tem sua importancia sim, meu caro, e quando você se refere ao bairro “periferia”, as pessoas que moram nele merecem respeito como todo e qualquer cidadãon não são piores que oso utros. E o prefeito deve sim respeitar a lei e discutir de forma democratica e que le faz com os terrenos da cidade que não são de propriedade, particular. Acho importante que isso seja debatido na câmara municipal.

21 mar, 2011 Responder

vicente izidorio soares

Prezada Luciana,

Não falei no meu comentário que os terrenos não são importantes e que não deva o seu destino ser discutido democraticamente. O que eu falei e reafirmo é que os vereadores pautam assuntos não muito importantes e as vezes até de foro privado, e deixão assuntos de interesse de toda a coletividade em segundo plano.
Estamos nos aproximando do dia internacional da água, por acaso algum político se manifestou sobra o assunto? A questão do aumento em 40% no aterro sanitário que esta amontante da cidade, causando poluição aos nossos recursos hídricos, por que ninguém se manifesta sobre esse assuntos? Ou talvez para os políticos valencianos meio ambiente não se um assunto importante.
Quando me refiro a periferia não estou dizendo que as pessoas são melhores ou piores umas das outras, estou apenas falando de um espaço físico. Mas de qualquer forma te agradeço e parabenizo por ter me respondido, isso demonstra que você é uma pessoa que se preocupa com os ao acontecimentos da nossa cidade.

23 mar, 2011 Responder