Valença do Piauí, 14 de jun, 2024

“O Piauí vive um caos administrativo”, afirma Elmano Férrer

Elmano Ferrer

O candidato a governador do Piauí, Elmano Férrer (Podemos), diz que “o Piauí vive um caos administrativo”. Elmano defende um choque de gestão, principalmente na área da saúde que é uma das principais de reivindicações da população piauiense.
 
O candidato lembrou os acertos administrativos obtidos durante sua gestão enquanto Prefeito de Teresina. “Durante nossa gestão na Prefeitura, construímos e colocamos em funcionamento Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA), para que a população tivesse um atendimento mais próximo, além de desafogar os hospitais. Já no Senado, destinamos mais de R$ 6 milhões para saúde em Teresina, recursos para saúde para o 2º BEC e 25º BC e destinei recursos para a saúde para mais de 150 municípios”, afirmou Elmano.
 
Férrer afirma que pretende investir em qualificação na saúde do Estado. “Vamos promover parcerias com instituições formadoras de profissionais em saúde, principalmente piauienses, para qualificar os quadros do Estado. Realizaremos a formação e capacitação de recursos humanos para a gestão de saúde, estendendo a expertise do Pólo de Saúde de Teresina para as instituições públicas do interior”, contou o candidato.
 
Elmano implantará o “salário emocional” no serviço público como estratégia de engajamento dos colaboradores e profissionais em benefício da assistência e qualidade em saúde. Dentre suas propostas, o candidato pretende também reestruturar a Maternidade Evangelina Rosa; promover e ampliar a assistência materno-infantil no período gestacional através do fortalecimento da Rede Cegonha com novos leitos neonatais e obstétricos; além de promover assistência adequada ao paciente usuário de droga e garantir a assistência ao paciente psiquiátrico integrado na assistência global.
 
“O povo precisa ser melhor atendido. Vamos cuidar disso. Além de garantir estrutura, investiremos em qualificação, visando assim um atendimento adequado para os pacientes e para os grupos que precisam de um atendimento especial”, ressaltou Elmano.

Fonte: cidadeverde

0 Comentário