Valença do Piauí, 20 de maio, 2024

Piauiense Jean Filho de 12 anos se destaca na base do Flamengo

O piauiense Jean Filho, 12 anos, vem se destacando como uma das principais promessas das categorias de base do Flamengo-RJ e chamando a atenção da torcida. O atacante conquistou recentemente o vice-campeonato do The Football Games Cancún, disputado no México, e é o artilheiro da Taça Rio Sub-12 com 11 gols marcados até o momento. 

O talento do jovem foi descoberto logo na infância pelo avô, Valter Piauí, que foi lateral esquerdo do Auto Esporte, River-PI e Tiradentes.

“Minha caminhada no futebol começou aos cinco anos, através do meu avô. Foi ele quem me deu a minha primeira bola. Ele foi o meu primeiro incentivador, que me fez ser apaixonado por esse esporte”, destaca o garoto. 

Jean Filho foi aprovado no Flamengo em dezembro de 2021, após ser observado um olheiro do rubro-negro durante uma partida na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) da capital piauiense.

“Ele entrou muito bem e arrasou nesse jogo, fez gol de bicicleta e foi convidado para um teste no Ninho do Urubu”, lembra Jean Portela, pai da jovem promessa.

A chegada ao Flamengo

A aprovação do piauiense para as categorias de base do Flamengo veio em seguida. O detalhe é que antes disso, em 2020, Jean Filho tinha sido aprovado pelo Fluminense, mas tricolor carioca manteve o jogador sendo monitorado em uma escolinha franqueada em Teresina e optou em não integrá-lo às suas categorias de base. 

Logo no primeiro ano jogando pela base do Flamengo, Jean Filho conquistou um título marcando dois gols contra o próprio Fluminense.

“Foi um jogo em Xerém. O Flamengo estava perdendo de 1×0, mas quando o Jean entrou na partida ele fez dois golaços e o Flamengo acabou campeão”, contou o pai, orgulhoso da trajetória do filho. 

No radar da torcida

Por conta dos gols e boas atuações, Jean Filho também vem conquistando a Nação Rubro-Negra. “Devido ao estilo de jogo, muitos torcedores o comparam com o atacante Pedro e Adriano (Imperador), um dos maiores ídolos do Flamengo. A própria torcida já chama ele de mini-imperador, por ser canhoto, ter força física e raça em campo”, pontua Jean Portela.

Esforço da família

Para apoiar o sonho de Jean Filho, quase toda família se mudou para o Rio de Janeiro. Atualmente ele mora com a mãe, os dois irmão e avó, que pediu aposentadoria para poder acompanhar seu desenvolvimento como atleta. O pai ficou em Teresina por conta de compromissos empresariais, mas sempre viaja para a capital carioca.

“Ele vem em uma evolução muito grande. O investimento e esforço da família também é muito grande. Hoje em dia ele vive do futebol, o Flamengo banca todo o estudo dele. Além da escola, ele ainda faz um trabalho de musculação e de pilates. A expectativa é que ele continue se destacando ainda mais”, ressalta Jean Portela.

Carreira

Além do vínculo com Flamengo, como clube formador, que pretende mantê-lo no plantel das suas categorias de base, Jean Filho tem contrato com a Nike, uma das maiores fornecedoras de material esportivo do mundo. A ideia da família é manter o jovem focado na carreira e conseguir chegar ao time profissional do rubro-negro carioca.

“Temos um contrato de formação com o Flamengo e nosso desejo é que ele permaneça no clube. Além disso, temos uma parceria exclusiva com a Nike desde o ano passado, que fornece todo material de vestimenta e treino para o Jean Filho. A Nike inclusive já sinalizou que pretende renovar e melhorar esse contrato”, revelou o pai do atleta.

Fonte: cidadeverde

0 Comentário