Valença do Piauí, 16 de out, 2021

Piscicultores de Valença são contemplados com a alevinos do governo do estado

O Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), iniciou a entrega de alevinos a piscicultores piauienses. A previsão para o ano de 2021 é que sejam distribuídos 1,2 milhão de alevinos em diversos municípios do estado. Entre as cidades beneficiadas na região valenciana estão as cidades de Valença, Francinópolis, Santa Cruz dos Milagres, Várzea Grande e Ipiranga do Piauí.

As entregas são realizadas pela Diretoria de Fomento à Piscicultura (DFP) da SAF na Estação de Piscicultura Francisca Trindade, no município de Nazária, local onde são feitas a reprodução e as entregas dos alevinos. No total, 188 famílias já foram contempladas nessas primeiras semanas de entregas de alevinos da espécie Tambatinga.

Já foram contemplados os seguintes municípios: Altos, Monsenhor Gil, Porto, União, Pedro II, Santa Cruz dos Milagres, Várzea Grande, São João do Arraial, Miguel Alves, Ipiranga do Piauí, Valença do Piauí, Cocal de Telha, São Miguel do Fidalgo, Matias Olímpio, Nossa Senhora dos Remédios, Batalha, Boa Hora do Piauí, Joaquim Pires, Francinópolis e Caridade do Piauí.

Segundo o diretor de Agricultura Familiar da SAF, Luciano Brito, que coordena as entregas, a expectativa para ano de 2021 é produzir 1,2 milhão de alevinos que irão beneficiar cerca de 600 famílias de agricultores familiares do Piauí.

“Até os meses de abril e maio, serão produzidos e entregues alevinos da espécie tambatinga, que é um peixe híbrido do cruzamento do tambaqui com a pirapitinga, destinados e recomendados para agricultores que criam peixes em viveiros escavados e que realizam fornecimento de ração durante o cultivo. No restante do ano, a produção é composta de tilápia, que estarão disponíveis a partir do mês de junho até dezembro de 2021. Essa espécie é destinada para povoamento (peixamento) de lagoas, açudes e barraginhas”, explicou Luciano Brito.

Ainda de acordo com o diretor, é necessário que haja um acompanhamento após a distribuição dos alevinos, para garantir que a ação alcance a finalidade, que é a produção de alimentos. “Temos que nos comprometer na manutenção da ação, e em um futuro próximo buscar a ampliação da produção, para que possamos expandir e melhorar esta atividade e atender a um número maior de agricultores, que apresentam demanda de alevinos na SAF, pois esta atividade é muito importante no apoio dos piscicultores do estado do Piauí”, resultou o diretor.

Os principais beneficiários desta ação são associações de produtores rurais e de pescadores. De acordo com Luciano Brito, está apta a solicitar os alevinos qualquer instituição, desde que sejam sem fins lucrativos, e que tenham relação direta com agricultura, como cooperativas, associações, colônias de pescadores, prefeituras, secretarias municipais de agricultura, entre outras passíveis de análise.

Fonte: cidadeverde

0 Comentário