Valença do Piauí, 04 de dez, 2021

Polícia acha bebê sequestrado e mulher é presa no Aeroporto

sequestrada dentro da maternidade do bairro Satélite
sequestrada dentro da maternidade do bairro Satélite

Policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) localizaram na noite desta segunda-feira o bebê que foi sequestrado dentro da maternidade do bairro Satélite. Na ação foi presa à funcionária Pública Débora Santos Cunha, 34 anos, servidora da prefeitura de Lagoa Alegre. Ela foi presa em flagrante no bairro Aeroporto e vai responder pelo crime de subtração de incapaz.

A criança foi localizada através de informações de um mototaxista que a sequestradora pagou para levá-la até a maternidade do Satélite. O mesmo mototaxista levou a mulher para casa com o bebê nos braços.

“Uma pessoa que estava no hospital informou que conhecia o local de trabalho do mototaxista. A Polícia investigou e o encontrou. Como foi a segunda viagem dele no dia, ele lembrou o endereço exato da mulher”, informou o chefe de investigação  da DPCA, Joatan Gonçalves.

A servidora pública informou a Polícia que tinha perdido o filho há três meses e que sequestrou o bebê para não perder o marido.

“Ela disse que entrou em desespero e foi a maternidade na tentativa de substituir a criança”, disse Joatan Gonçalves.

Para a polícia o crime não foi planejado. A acusada foi trazida para a DPCA e prestou depoimento. Ela será levada para a Central de Flagrantes. Ao entrar na delegacia, avó do recém-nascido reconheceu mulher.

Nesta terça-feira, a delegada dará coletiva às 10h para falar sobre o caso.

O bebê foi sequestrado por volta das 11h desta segunda-feira.  A denúncia foi feita pela família logo que a criança foi levada. A mãe Francisca Eliene Lima Santos, 27 anos, informou à polícia que uma falsa enfermeira tinha levado a filha alegando que iria pesá-la e vaciná-la.

Hoje à tarde, a Polícia Rodoviária Federal entrou no caso e fechou as barreiras para impedir que a mulher saísse de Teresina.

Fonte: cidadeverde

0 Comentário