Portal V1

Policia apura se houve negligência em atendimento a vitima de estupro

22/06/2015
Vitima Raimunda de Sousa Leite

Vitima Raimunda de Sousa Leite

A delegada Tânia Miranda, titular do Núcleo Investigativo de Feminicídio do Piauí, informou neste sábado (20) que diligências preliminares irão apurar uma possível negligência médica no caso de Raimunda Sousa Leite, 58 anos, que morreu no último dia 18 após estupro seguido de graves agressões. Ela foi trazida de Valença (210 Km de Teresina), onde ocorreu o crime, para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), de onde teve alta um dia após dar entrada.

De acordo com a delegada, o momento ainda é de apurar o que aconteceu e que tipos de exames foram realizados com a paciente. Na próxima segunda-feira (22), diligências preliminares serão iniciadas e a polícia fará a solicitação do prontuário médico da vítima.

“Não podemos prejulgar, mas é preciso saber em que condições ela foi liberada, já que ela deu entrada no hospital no domingo e já na segunda-feira, 8h30 da manhã, teve alta do hospital. Precisamos saber se todos os exames necessários foram feitos e se ela estava mesmo em condições de ser liberada”, declarou.

A delegada informou ainda que aguarda o laudo cadavérico para que a causa da morte seja constatada. Isso porque Raimunda sofreu diversas lesões por todo o corpo, especialmente na região da cabeça, e ainda não é possível determinar com precisão que tipo de complicação causou o falecimento da paciente.

O HUT informou que todos os exames clínicos e laboratoriais necessários foram realizados e que a paciente, no dia em que recebeu alta, estava fora de perigo. A informação do hospital é de que Raimunda estava, apesar de bastante machucada, consciente e conversando normalmente. Ela chegou a prestar depoimento à polícia, informando o autor do crime.

O crime

Raimunda foi vítima de estupro e grave lesão corporal, que levaram à sua morte, no último sábado (13). Ela foi encontrada às margens da PI-120, bastante ferida e foi atendida no Hospital Regional de Valença, sendo em seguida transferida para o HUT. Ela faleceu quatro dias depois, no município de Valença.

O suspeito do crime, apontado pela própria vítima, é Cícero da Silva Oliveira, 39 anos. Ele está foragido desde domingo e já há contra ele mandado de prisão preventiva. De acordo com a delegada Tânia, um helicóptero da Polícia Militar, além de diversas equipes de buscas, estão à procura do homem na região há quase uma semana.

A subsecretária de segurança, delegada Eugência Villa, informou que embora foragido, o homem será indiciado de forma indireta e responderá pelos crimes de estupro e homicídio com agravante de feminicídio. Segundo ela, a investigação está concluída e a polícia não tem dúvidas de que ele foi o autor.

Fonte: cidadeverde

Compartilhe

Deixe seu comentário