Portal V1

Prefeito Francisco Alcântara é absolvido pelo TRE

22/08/2011

Presidente do TRE, Raimundo Eufrásio.

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí julgou na manhã desta segunda-feira (22), o prefeito municipal de Valença do Piauí Francisco de Assis Alcântara, o vereador Walfredo Val de Carvalho Filho e bancário Horácio de Moura Alcântara acusados de captação ilícita de sufrágio (compra de votos), durante as eleições municipais de 2008 pelo o empresário Rubens Alencar e a Coligação Coragem de Fazer.

O prefeito Alcântara, o vereador Walfredo Val de Carvalho Filho e bancário Horácio de Moura Alcântara foram absorvidos das acusações por unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, por 6×0. Nos próximos dias o prefeito Alcântara voltará a ser julgado pelo TRE na Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) considerada a ação mais forte produzida contra a coligação do prefeito.

Ao todo foram feitas oito ações eleitorais pelas duas coligações que disputaram as eleições valencianas. Na 18ª Zona Eleitoral composta pelas cidades de Valença, Lagoa do Sitio e Novo Oriente, apenas Novo Oriente não houve ações eleitorais após as eleições de 2008.

Colaboração: meio-norte

 

O Tribunal Regional Eleitoral – TRE/PI – decidiu pela volta ao cargo da prefeita de Dom Expedito Lopes.

Por 5 votos a 1, Francisca Ivete do Nascimento Lima (PRTB) vai retornar para a Prefeitura. O único voto contrário foi do relator do caso, desembargador Haroldo Rehem.

Ivete foi eleita em pleito suplementar no dia 7 de novembro de 2010 por uma diferença de 13 votos contra José Belo de Sousa (PSB), que assumiu a Prefeitura neste mês.

A prefeita foi cassada no dia 9 de agosto acusada de compra de votos e transporte irregular de eleitores.

 

Fonte: cidadeverde.com

Compartilhe

Deixe seu comentário