Valença do Piauí, 21 de jan, 2021

Prefeitura gasta R$ 500 mil com combustível e João Pires passa sede

Vista do Povoado João Pires

O vereador Tico Adriano (PMDB) aprovou por unanimidade do plenário requerimento solicitando da prefeitura municipal, a imediata intervenção no sentido de resolver o problema da falta de água da comunidade João Pires, uma das maiores da nossa zona rural. O vereador anexou ao requerimento um a baixo assinado pedindo a resolução do problema. Tico Adriano lamentou o descaso da prefeitura com a comunidade, vista que o problema já dura vários anos sem nenhuma intervenção por parte da prefeitura. Ele afirmou que a comunidade é abastecida atualmente pela água do poço de um morador e que água do poço da comunidade é de má qualidade, além de ser insuficiente para abastecer a comunidade.

Joaquim Filho lamentou o retorno do assunto ao plenário, vista que o mesmo já foi discutido em vários momentos. Ele lamentou os distúrbios da administração municipal. “O que é um poço para a prefeitura, que em cinco meses gastou quase R$ 500 mil reais em combustível. O que é um poço para o município, onde em cinco meses gastou quase R$ 400 mil reais em uma casa de construção” lamentou. Ele disse que com cinqüenta mil reais a prefeitura monta um poço para atender as famílias da comunidade.

Ielva Melão autora de vários requerimentos com a mesma finalidade disse que a construção do poço do João Pires está no orçamento municipal, no entanto nunca foi construído, ela informou que irá verificar se a prefeitura desviou a emenda para outros fins. “Foi aprovado um remanejo de 60% dizendo que era em beneficio do povo, tai o resultado pegaram o dinheiro que era para construir o poço do João Pires e jogaram para outra secretaria para pagar essa casa de construção, combustível que por sinal está sendo gasto a toa nessa municipalidade, desprezando o povo da nossa cidade e da nossa comunidade, que tanto passa necessidade” afirmou.

Ielva Melão lembrou que foi construída uma adutora na comunidade e na época foi pedido para não construir a mesma porque não resolveria o problema, como de fato não resolveu, serviu apenas gastar dinheiro em vão.

Citando o escritor Maquiavel (Povo com muita necessidade é povo sem muita dignidade), o vereador Lindomar Amâncio disse que apesar de ser um direito da população, essa obra poderá vir como se fosse um favor político, “Deixa o povo sofre para poder tê-los na mâo” finalizou o vereador. A discussão teve ainda o aparte do vereador Gilmar Barbosa. Nenhum dos vereadores da bancada do prefeito se pronunciou em relação ao requerimento do vereador do PMDB.

Ouça parte do pronunciamento dos vereadores

7 Comentários

Vera Lopes

Tenho vários parentes lá e a água é realmente de péssima qualidade… Só nos resta lamentar!!

21 jun, 2012 Responder

Daniel Sousa

500 mil conto com combustível? kkkkkkk Rapaz mas tem que dar gasolina para todos os ….

21 jun, 2012 Responder

Alan

Eu tensões vergonha de ter um administrador relapso com os problemas e os anseios da população! Gasta 100.000 reais de combustível por mês com um setor burocrático que é administração da prefeitura que pouco serve para o bem do município, aliás serve mesmo para os familiares do prefeito. Sabe pq os vereadores Walfredo Filho, Pedro Ribalta, Ceiça Dias e Elizeu França (vereadores do prefeito) pq eles são coniventes com essa forma de atrasada de governar e tem cada um parcela de participação nessa continha de R$ 500.000!! ACORDA VALENÇA! CHEGOU A HORA!

21 jun, 2012 Responder

Alan

Kd os “bate-palmas” de plantão do prefeito? Pq não comentarm nada nesta reportagem? Ah, CALARAM-SE!!!! Será se é pq eles são donos dessa conta de 500.000 reais?

23 jun, 2012 Responder

Raimundo da Costa Macedo

Como é vergonhoso ver estas coisas acontecerem em Valença, como pode uma administração publica ser tão ineficiente, insensivel e incompetente ao ponto de não garantir o suprimento de agua para comunidade João Pires que sofrem há muitos anos,isto é uma vergonha…Senhor Prefeito onde andas… O que tens feito com os recursos financeiro do municipio que não consegue sanar as dificuldades desta comunidade…

23 jun, 2012 Responder

antonio

Em pleno ano 2012, ano eleitoral, e um gestor deixar a sua populaçao com necessidade de água é um absurdo, é inaceitável.Não se enganem, se o sobrinho ganhar a eleição o problema continuará por no minímo mais 4 anos.

23 jun, 2012 Responder

Gregório Araújo

Quero dizer para os internaltas que uma administração de um municipio é feita tambem com os vereadores, até onde sei os vereadores representam o municipio que é a povo,fazem os projetos,fiscalizam e o prefeito executa ok? só que um vereador em Valença do Piauí ganha mais de cinco salarios mínimo e não fazem nada mesmo, nós sabemos que todo vereador que tem mais de um mandato, tem o seu deputado Estadual,Federal e Senador mais até hoje em Valença do Piauí não conhecemos nenhuma obra realizada atraves de recursos garantido pelos seus parlamentares Estaduais e Federais, projeto elaborado pelo um vereador que poderia ter sido o poço do João Pires, conheço vereador em Valença que tem mais de vinte anos anos de veriança e nunca conseguio com o seus Deputados Estadual e Federal um recurso pelo meno para a reforma da rua em que mora e na praça do seu bairro. Ah tal ves os vereadores sejam pagos só pra fazer as campanhas do seus parlamentares. pensem nisso as ELEIÇÕES estão aí.

26 jun, 2012 Responder