Valença do Piauí, 25 de fev, 2024

Preso na Bahia golpista que oferecia ajuda em banco aqui em Valença

Policiais baianos prenderam na cidade de Jequié Valdeli Araújo Lima de 47 anos acusado de envolvimento em ação criminosa na cidade de Valença. Sua prisão aconteceu horas após e expedição do mandado de prisão representado ao Poder Judiciário pela 7ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Valença do Piauí.

O crime ocorreu em 23 de outubro, quando o suspeito Valdeli Araujo Lima e uma mulher, já identificada, estiveram em uma agência bancária de Valença, sob pretexto de ajudar a operar o terminal de auto-atendimento. Na oportunidade eles trocaram o cartão de uma vítima e subtraíram a quantia de R$ 7.000,00 reais.

A prisão decorreu de um intenso trabalho de investigação realizado pela Polícia Civil, que rapidamente atuou na identificação dos suspeitos e representou pela Prisão Preventiva dos mesmos. Horas após a concessão da medida, a Polícia Civil, que vinha monitorando o suspeito Valdeli, em parceria com a PRF, conseguiu que a prisão fosse efetuada.

No ato da prisão os Policiais encontraram com o suspeito, que estava acompanhado de outro homem, máquinas do tipo minizinha, que supostamente foi o equipamento utilizado pelo mesmo para transferir o dinheiro da conta da vítima.

O suspeito, que tem registros criminais em outros Estados por ilícitos de mesma natureza, foi preso em cumprimento ao mandado de prisão desta comarca de Valença-PI. As diligências continuam no sentido de prender a outra suspeita.

“Recentemente tivemos mais um caso, onde um homem auxilia a vítima a efetuar saque e no momento da contagem do dinheiro diz que não havia dinheiro, enquanto o comparsa que está na fila, logo atrás, se aproxima do caixa e retira o dinheiro da vítima” destacou o delegado regional Dr. Maycon Braga que alertou que esse tipo de golpe geralmente é praticados por pessoas bem vestidas, casais, até mesmo idosos.

Essa prática tem se tornado cada vez mais comum em nossa cidade, frisou o Delegado Regional Maycon Braga, que pede aos usuários de caixas eletrônicos que jamais aceitem qualquer tipo de ajuda de desconhecidos, que não seja realizada por servidores da instituição, devidamente identificados.

Fonte: ascom 

0 Comentário