Valença do Piauí, 31 de jul, 2021

Professores dizem que 90% estão em greve e que Seduc não negocia

O comando de greve dos professores do Estado em visita ao CidadeVerde.com informou que 90% dos profissionais em todo o Piauí estão em greve, decretada na última segunda-feira. Segundo os representantes da categoria, há um descontentamento geral sobretudo porque o governo federal aumentou o repasse dos recursos do Fundeb mas o Estado está destinando o dinheiro para outros fins.

“Mais de 90% dos professores no Estado todo estão paralisados. Não existe nenhuma proposta do governo e o secretário não conversou conosco. Ele pediu para que esperássemos, mas já estamos há dois anos esperando”, afirma o professor Alisson Farias.

Os sindicalistas dizem ainda que o repasse do Fundeb subiu para R$ 45 milhões em 2011, o que justificaria o reajuste salarial, já que a folha de pagamento para todos os servidores é de apenas R$ 30 milhões . “As verbas para a educação aumentaram porque o custo aluno aumentou 21%. O nosso salário é atrelado a ele, por isso, deveríamos ter reajuste. O problema é que o dinheiro é depositado na conta única do Estado e acaba sendo destinado para outros fins. O salário não aumenta, mas os descontos, como este de 10% do IAPEP, sim”, denuncia o professor Landim Neto.

Além disso, os docentes dizem que muitos professores estão descontentes também com a situação do próprio ambiente de trabalho e citam como exemplo as unidades escolares Pedro Conde, Cícero Portela e Álvaro Ferreira que possuem problemas no teto e a U. E. Gabriel Ferreira que está com a fossa estourada.
Governo
O secretário estadual de Educação Átila Lira afirma que uma representante da Seduc está conversando com os grevistas. Segundo ele, o reajuste dado pelo Fudeb é suficiente para justificar o aumento. “Ainda há uma indefinição do governo federal sobre o piso nacional. Só podemos dar o reajuste após termos algo concreto”, declarou.

Fonte: cidadeverde.com

0 Comentário