Valença do Piauí, 22 de jan, 2021

“Profeta” é libertado e poderá ser indiciado por estelionato

“profeta”, Luis Pereira dos Santos

Por decisão judicial, o homem que se autointitula “profeta, Luis Pereira dos Santos, foi libertado na noite deste sábado (13). Ele estava preso no 23º DP, na Vila Irmã Dulce, zona sul de Teresina. De acordo com o delegado geral da Polícia Civil, James Guerra, houve o pedido de prisão preventiva por parte do Ministério Público. O juiz negou e concedeu liberdade provisória a Luis, já que ele não tem antecedentes criminais graves e não representa perigo para o processo.

James explica que a prisão ocorreu por conta de denúncias de estelionato e para resguardar a integridade física do acusado. Na sexta-feira (12), dia anunciado por Luis para o fim do mundo, houve grande tumulto de pessoas no local querendo linchá-lo.

“Na situação em que ele estava a prisão serviu para resguardá-lo também. Ele e estava preso também por conta das denúncias de estelionato porque algumas pessoas declararam que venderam bens e deram dinheiro a ele. Ele pode ser indiciado por estelionato”, afirmou James Guerra.

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente investiga ainda as denúncias de que duas pessoas tenham morrido na casa de Luis vítimas de um “medicamento” supostamente preparado por ele utilizando sangue de rato e ministrado às pessoas que moravam na casa para a “cura” de doenças.

Policiais militares continuam fazendo a segurança do local. De acordo com o coronel Alberto Meneses, comandante de policiamento da capital, algumas pessoas tentam invadir a casa para pegar pertences. “Nós não podemos permitir a entrada de ninguém sem saber quem é o responsável pelas duas casas”, afirmou.

 

 

“Arca” está vazia, mas seguidores ainda esperam fim do mundo

 

A “Arca”, residência onde o “profeta” Luis Pereira dos Santos morava com mais cerca de cem pessoas, localizada no Parque Universitário, está vazia desde a sexta-feira. Policiais civis e militares estão vigiando o local para evitar saques e preservar o imóvel que está sendo alvo de investigação por parte da polícia.

Na manhã deste sábado (13), a filha do “profeta”, identificada como Carine, que estava em uma casa da região, foi até a “Arca” para buscar documentos e roupas, sendo acompanhada pelo tenente Monteiro, do BPRone.

O soldado Bruno Lima, do Ronda Cidadão, explica que o imóvel está sob jurisdição da polícia e não é permitida a entrada de qualquer pessoa sem a permissão.

Mesmo com a tranquilidade no local e a prisão de Luis Pereira, os seguidores do “profeta”, ainda estão aguardando o fim do mundo. Um deles, que se identificou como Francisco, fora ao local para pegar uma bicicleta. Embora não tenha conseguido, conversou com o CidadeVerde.com e diz que apocalipse pode chegar nos próximos dias.

“Continuo acreditando no Profeta. Estamos esperando três dias para ver o que vai acontecer. Não entendo porque as pessoas se meteram. Todos eram maior de idade e podiam fazer o que quiser. Vamos continuar com o que acreditamos. Ninguém vai mudar a rotina de nada. Vamos ficar rezando e orando”, declarou, sem citar que havia adolescentes e crianças no imóvel. Ele estava na casa com a ex-esposa e mais cinco irmãos. A polícia só está autorizando – e acompanhando – a entrada no imóvel de pessoas que comprovarem parentesco com o Luis Pereira dos Santos.

Fonte: cidadeverde

0 Comentário