Valença do Piauí, 14 de ago, 2022

Quem foi ver Neymar, viu Edson Di: Flamengo 2×2 Santos

Edson Di
Edson Di

Num jogo onde o vice-campeão piauiense mostrou personalidade diante do time de Neymar, Flamengo e Santos ficaram no empate por 2 a 2, na noite de hoje (10), no Estádio Albertão, em Teresina. Com este empate, o Santos não conseguiu eliminar o jogo de volta, programado na tabela para o próximo dia 17.

Como era de se esperar, foi o Santos quem tomou a iniciativa do jogo, criando boas situações e chegando a ficar com 70% de posse da bola. Um chute de Rafael Galhardo assustou o goleiro Robson, logo no início da partida, mas a supremacia santista seria transformada em gol a partir dos 26 minutos.

Quando recebeu uma bola próximo a área e, de primeira, serviu Giva com o calcanhar. O camisa 9, em condição legal, driblou o goleiro Robson e chutou para abrir a contagem. Cinco minutos mais tarde foi a vez de Montillo aproveitar outro passe de Neymar. Na bola levantada para a área, o argentino usou a cabeça e tirou a bola do alcance de Robson: 2 a 0.

Parecia que ia sair goleada. Mas ficou no parecia. A reação do Flamengo não demorou e Lúcio foi lançado, penetrando livre e ficando cara-a-cara com o goleiro Rafael. O goleiro do Santos nao teve outra alternativa, a não ser de cometer o pênalti. Na cobrança, Edson Di chutou forte e diminuiu para 2 a 1.

A partir daí, o Flamengo cresceu de produção. Mas o bom futebol do time piauiense foi mais presente na fase complementar. Equilibrou o jogo e em várias momentos da partida chegou a ser melhor que o Santos. O empate teve origem numa falta sofrida por Neílson. Edson Di cobrou com categoria. A bola tocou na barreira e entrou no ângulo superior direito do goleiro.

O Santos tentou mudar a história da partida e ainda marcou dois gols, porém, ambos em lances irregulares e bem anulados pelo árbitro. No gol de Cícero, Neymar ajeitou a bola com o braço. Depois, o próprio marcou, de cabeça, mas em posição de impedimento. Aliás, arbitragem muito boa do trio potiguar comandado por Pablo Pinheiro. E quem esperava ver um show de Neymar, deixou o Albertão aplaudindo Edson Di.

Enquanto o jogador do Santos e da Seleção Brasileira fez uma atuação apenas discreta, principalmentçe no segundo tempo, Edson Di foi o grande destaque da partida. Com o empate de 2 a 2 fica mantido o segundo jogo entre Flamengo e Santos, dia 17 de abril, o que possibilitou, ao rubro-negro piauiense, ficar com toda a renda liquida do jogo no Albertão.

 

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2×2 SANTOS (XXV Copa do Brasil – 1ª Fase – Grupo 33 – 1°jogo); Data: 10/04/2013 (quarta-feira à noite); Local: Estádio Albertão (em Teresina); Arbitragem: Pablo Ramón Gonçalves Pinheiro, auxiliado por Luis Carlos Câmara Bezerra e Izac Márcio da Silva Oliveira (todos do Rio Grande do Norte).

Gols: Giva 26, Montillo (cabeça) 30 e Edson Di (pênalti) 33 do 1° tempo; Edson Di (falta) 6 do 2°.

Cartões amarelos: Niel, Laércio, Rafinha (FLA), Rafael Cabral, Edu Dracena e Rafael Galhardo (SAN).

Expulsão: Laércio, aos 41 do 2°, por interceptar a bola com a mão (segundo amarelo).

Flamengo – Robson; Laércio, Rafael Araújo e Alessandro; Niel, Marcelo, Leo Maceió, Neílson (Bruno Potiguar) e Rafinha (Wildinho); Lúcio e Edson Di (Augusto). Técnico: Josué Teixeira.

Santos – Rafael; Rafael Galhardo (Pato Rodriguez), Edu Dracena, Durval e Leo; Alan Santos, Renê Júnior, Cicero e Montillo; Giva (André) e Neymar. Técnico: Tata.

Fonte: Buim

 

0 Comentário