Portal V1

Região valenciana se despede de Padre Marques. Fotos e vídeo

31/01/2017

O corpo do Padre Raimundo Nonato de Oliveira Marques (Padre Marques) que faleceu aos 100 anos neste domingo (29) foi sepultado na tarde desta segunda-feira (30), no cemitério São Benedito em Valença. Padre Marques faleceu em sua casa pouco depois do meio-dia deste domingo gerando muita comoção em Valença e nas cidades vizinhas.

A missa de corpo presente foi celebrada na Matriz de Nossa Senhora do Ó e Conceição que recebeu um bom numero de amigos e familiares. Seu corpo inicialmente foi velado em sua residência com passagens pela Igreja de São Raimundo Nonato, auditório do Colégio Santo Antônio que leva seu nome, passando pela Matriz e Igreja de São Benedito.

A celebração contou com a presença de vários padres e membros da Confraria do Divino Espírito Santo que se revessaram com o caixão durante o cortejo.

Padre Klebert Viana aproveitou para convidar a todos para a missa de 7º dia que irá acontecer nesse sábado (04) na Matriz. Antes da celebração haverá uma caminhada com saída do Colégio Santo Antônio realizada por ex-alunos do mesmo, assim como aconteceu na festa do seu centenário.

O Portalv1 entrevistou (veja vídeo abaixo), os padres Klebert Viana e Francimilson Holanda e o professor Antônio José que falaram dos 76 anos de vida sacerdotal do Padre Marques e sua contribuição com a nossa educação. Veja a cobertura fotográfica e um texto com a trajetória do Padre Marques assinado pelo professor Antônio José em 2015 por ocasião da comemoração dos 75 anos de vida sacerdotal.

.

 

HISTORIA DE VIDA – Padre Marques – Valença do Piauí – PI

Raimundo Nonato de Oliveira Marques, nasceu na cidade de Barra de Marataoã, estado do Piauí, no dia 13 de fevereiro de 1916. Filho de Olímpio Marques e de Maria Ester.

Teve uma infância adequada a seu tempo. Muito cedo ficou órfão de pai, sendo sua vida dirigida por sua mãe Ester. Estudou em escola domiciliar, bem como em escola pública e particular.

Suas lembranças de infância, não foram  das melhores, mas não tão diferente das demais crianças de época. Sua primeira professora, foi Dona Alice Gabriel, de quem tem boas recordações dos ensinamentos e da didática aplicada em sala de aula e das lições de vida aprendidas, da tabuada e da palmatória utilizada quando necessária.

Muitas recordações, não lhe fugiram da memória, os ensinamentos dos grandes professores, Dona Maria do Livramento e  do Sr. Benedito Moura Santos, no primário e ginásio respectivamente.

Em 1934, entrou no Seminário em Teresina, estudando primeiramente no Colégio Diocesano. De lá rumou para Fortaleza (CE) para prestar serviço militar obrigatório na Escola de Bombeiros. Lá descobriu que sua vocação mesmo era a religiosa. Daí, uma dedicação mais afinada na Teologia, como também no conhecimento de outros idiomas, como Latim, francês e grego, além de música e outras disciplinas afins do curriculum de época.

 Em 8 de dezembro de 1940, na Igreja de Nossa Senhora das Dores em Teresina sob as bênçãos de Deus e das mãos de Dom Severino Vieira de Melo, recebeu os dons clericais.

Pe. Raimundo Nonato de Oliveira Marques, iniciou seus trabalhos sacerdotais com a celebração de primeira missa na Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, na cidade de União, no dia 15 de dezembro de 1940, mas foi Picos quem lhe ofereceu a primeira paróquia e dela fazia parte Jaicós e Paulistana. Em seguida foi para Regeneração e de lá veio para Berlengas, atual Valença do Piauí. A princípio, como vigário cooperador do Pe. Jose Gomes da Silva e posteriormente seu substituto a partir de 10 de março de 1946.

Chegando em Valença, encontrou uma cidade bastante limitada em todos os sentidos, uma vez que era bem aguçado o sistema do coronelismo, tão típico no Brasil afora e bem cristalizado aqui no Nordeste. Todavia, a fragilidade maior era no sistema educacional uma vez que só existia o conhecido curso primário no Grupo Escolar Cônego Acylino e de forma bem tímida escolas particulares que obedeciam o mesmo ciclo.

Como homem de visão acutíssima e deliberada preocupação com a educação escolar, Pe. Marque, por intermédio do Pe. Jose de Jesus Moura Madeira de Araújo Costa conseguiu trazer seu irmão Antônio de Jesus Maria Madeira de Araújo Costa, para Valença e com ele o Instituto Santo Antônio de sua propriedade em Oeiras- PI. Daí, para a criação do Ginásio Santo Antônio bastou a junção de Pe. Marques com o Ten. Antônio Félix de Melo, que era muito amigo do Senador Joaquim Pires Ferreira, por quem foi dada a entrada da documentação pedindo à Ministra da Educação e Saúde, Dona Lúcia Magalhães, o funcionamento do Ginásio, cuja ordem chegou por telegrama no dia 19 de dezembro de 1948.

 Atrelado ao sistema educacional, criou também o Jardim de Infância Mãe do Céu; a Escola  para Alfabetização de adultos, com o nome “Luz para a vida”; a Escola Normal Santo Antônio; e a Escola Técnica de Comércio Santo Antônio.

Hoje Pe. Marques é reconhecido e aceito unanimemente como mentor intelectual e espiritual e aclamado como o homem detentor da cultura, no qual se realiza a plenitude da Educação e do ofício sacerdote no grande Território do Vale do Sambito, do qual tem Valença como Cidade Mãe.

Conhecedor de cada palmo do chão da grande Valença (formada hoje por 14 cidades) percorrendo a cavalo nas suas desobrigas, Pe. Marques trocava experiências e absorvia a cultura de cada município por que passava e difundia sua missão eclesial, consciente de que cumpria a determinação de Cristo citada pelo evangelista Mateus: “Ide e ensinai a todas as criaturas”. Com a palavra, ensinou a ler, a ter fé, a preservar; como exemplo, ensinou a se eternizar com a composição de hinos sacros, com a declamação de poemas dedicados à Virgem Maria; com a coragem, ensinou o desapego aos bens materiais para revertê-los em obras arquitetônicas como  o Colégio Santo Antônio, a Praça do Milênio e a Capelhinha de São Raimundo que o imortalizarão como grande benfeitor do progresso de Valença.

Compartilhe

2 Comentários

  1. Maria de Jesus de Assis Neta em 31/01/2017 às 14:42

    Padre. Marques que Deus o tenha em sua morada.

  2. Dolores Matias em 02/02/2017 às 12:09

    Grande Educador.Jesus receba em sua morada eterna.

Deixe seu comentário