Valença do Piauí, 19 de jan, 2021

Secretaria de Saúde reúne 70 prefeitos para alertar sobre a dengue

A secretária estadual de Saúde, Lillian Martins, reúne na próxima terça-feira, 25, às 9h, no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), 70 prefeitos e secretários municipais de saúde. O encontro é para alertar os municípios sobre as ações de combate à dengue.
Dos 70 municípios que participam da reunião, 43 são considerados prioritários no enfrentamento da doença.

“Queremos alertar os prefeitos e gestores sobre o plano de contingência e enfrentamento da dengue”, afirma Lilian Martins.
Ainda de acordo com a secretária, a reunião servirá também como preparo para a visita do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, prevista para acontecer no dia 09 de fevereiro.

“Vamos colocar neste encontro com os prefeitos o que foi tratado na minha reunião com o ministro Padilha”, lembra Lilian Martins, ressaltando que se reuniu ainda em Brasília com 15 secretários estaduais de saúde.

Além do combate a dengue, a secretária expôs na audiência com o ministro, ocorrida na quarta-feira, várias demandas, dentre elas a construção do Centro Materno-Infantil e Adolescente e o fortalecimento dos hospitais regionais.

Encontro de Secretários – No encontro foi anunciado que as formas graves da Dengue e os óbitos suspeitosterão de ser informados ao Ministério da Saúde dentro de 24 horas. Uma portaria regulamentando a notificação deverá ser publicada nos próximos dias. Dengue já é uma das 44 doenças de notificação compulsória em todo o país.

O monitoramento dos casos será feito por um sistema online, que está em fase de testes e deverá ser lançado nas próximas semanas. O sistema será alimentado por estados e municípios e poderá ser acompanhado em tempo real pelas três esferas de gestão do Sistema Único de Saúde – Ministérios e Secretarias Estaduais e Municipais. Serão utilizados mapas virtuais para mostrar a distribuição geográfica, indicando o município onde ocorreu o caso grave ou a morte por dengue.

A partir da implantação do sistema, o Ministério da Saúde fará monitoramento diário dos óbitos e semanal dos casos graves, em 70 municípios considerados prioritários no momento.

Esses 70 municípios foram definidos com a aplicação do critério de densidade populacional, previsto na ferramenta Risco Dengue – que identificou os 16 estados com risco muito alto de epidemia. O indicador de população foi utilizado nas 178 cidades com alto índice de infestação pelo mosquito transmissor, apontadas pelo Levantamento do Índice Rápido de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), divulgado em dezembro de 2010.

0 Comentário