Valença do Piauí, 02 de mar, 2024

Seminário em Lagoa do Sitio discutiu o uso de agrotóxicos. Fotos

1º Seminário para Divulgação do Plano de Ação e Implementação do Programa Vigiagrotoxico em Lagoa do Sitio
1º Seminário para Divulgação do Plano de Ação e Implementação do Programa Vigiagrotoxico em Lagoa do Sitio

A Secretaria Municipal de Saúde de Lagoa do Sitio realizou com grande sucesso nesta quarta-feira (18), o 1º Seminário para Divulgação do Plano de Ação e Implementação do Programa Vigiagrotoxico em Lagoa do Sitio. O seminário realizado no espaço do PETI, atraiu agricultores, associações, vereadores, agentes comunitários de saúdes, médicos, secretários municipais, coordenador estadual de vigilância em saúde ambiental Inácio Lima e o prefeito Zé Simão.

O objetivo do seminário era tentar conscientizar sobre os perigos do uso de agrotóxicos pelos agricultores e outros setores da sociedade, que dão ao Brasil o incomodo titulo de maior consumidor de agrotóxico do planeta.

A secretaria municipal de saúde Drª Vera Gabriel falou sobre a importância e dos perigos com os agrotóxicos. “O grande problema é que os agricultores não seguem as recomendações especificadas nas embalagens e o resultado é que os defensivos agrícolas prejudicam o solo, água e o próprio ser humano” afirmou. Ela chamou a atenção para o fato de que no Território do Vale do Sambito apenas as cidades de Lagoa do Sitio e Inhuma aderiram ao programa do Ministério da Saúde.

Inácio Lima coordenador do estadual de vigilância em saúde ambiental iniciou sua fala parabenizando a gestão municipal, que mais uma vez se mostra na vanguarda do tema. “Lagoa do Sitio foi destaque nacional em 2009, quando foi à primeira cidade do Brasil a realizar uma conferência de saúde ambiental e agora se torna a primeira cidade do Piauí a realizar um seminário para discutir o tema” disse.

Segundo Inácio Lima, os municípios precisam enfrentar o problema de frente para amenizar seus efeitos na vida da população. Ele pediu que os profissionais de saúde e a própria população fiquem mais atentos na hora de relacionar possíveis doenças relacionada à exposição aos agrotóxicos para definir uma linha mais eficiente de combate e conscientização das autoridades nacionais.

O prefeito Zé Simão que estava acompanhado da primeira dama Gercineide Monteiro alertou sobre a necessidade do uso de equipamentos na hora do manuseio ele chamou a atenção também para a destinação das embalagens, após o uso. O semanário chegou ao fim com o sorteio de kit de proteção e um farto almoço aos presentes. veja fotos

.
1 Comentário

Leyla Silva

A informação é a mola mestre para a busca da qualidade de vida das gerações atuais e futuras.
Parabéns a Dra. Vera Gabriel pelo seu empenho e dedicação.

19 set, 2013 Responder