Valença do Piauí, 04 de dez, 2021

Senadores e deputados vão pedir a Dilma intervenção na Eletrobras/PI

bancada federal
bancada federal

A bancada federal – três senadores e os 10 deputados – e o governador Zé Filho (PMDB) decidiram na noite desta quarta-feira (9) pedir uma intervenção da presidente Dilma Rousseff para resolver a crise na Eletrobras do Piauí. É a primeira reunião do novo governador com os parlamentares federais.  Em Brasília e com a presença de todos os parlamentares, a bancada resolveu centrar fogo na problemática do sistema elétrico piauiense. Outra decisão foi agilizar as obras do porto de Luis Correia. O presidente da bancada, o senador Ciro Nogueira (PP), ressaltou que existem várias demandas, porém os parlamentares irão focar nos dois problemas.

“Problema Nº 1 é a Eletrobras que prejudica o Piauí, desde a retração de investimentos até a própria população que está sendo sacrificada coma falta de energia. A outra prioridade são as obras do porto”, disse o senador.
“Vamos solicitar uma audiência com a presidente Dilma para tentar resolver o problema, já que o ministro Edison Lobão (das Minas e Energia) agente recorre e nada é resolvido”, disse Ciro Nogueira, que é presidente Nacional do PP.
Nesta quarta-feira, ao dar posse aos novos secretários, o governador Zé Filho atacou o ministro Edison Lobão afirmando que ele trabalha para prejudicar o Piauí e fortalecer o Maranhão. O senador João Vicente Claudino (PTB) informou que a obra do Porto de Luis Correia está incluída no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), porém existem divergências no projeto técnico. “No primeiro estudo, a obra foi calculada em R$ 74 milhões, e estava incompleto. Depois o governo do Estado fez outro projeto com orçamento de R$ 400milhões e ficou esse impasse. Não é falta de dinheiro e nem de interesse do governo federal, o problema é que a obra disputam dois projetos”, disse o senador João Vicente.
O parlamentar informou ainda que será realizada uma reunião com técnicos do governo federal e estadual para definirem um projeto único para o Porto. Participaram também da reunião o senador Wellington Dias (PT), e os deputados Assis Carvalho (PT), Iracema Portella (PP), Átila Lira (PSB), Jesus Rodrigues (PT), Marllos Sampaio (PMDB), Hugo Napoleão (PSD), Júlio César (PSD), Marcelo Castro (PMDB) e Paes Landim (PSB). A reunião aconteceu na sede do Partido Progressista no Senado Federal.
Fonte: cidadeverde
0 Comentário