Valença do Piauí, 14 de jun, 2021

Servidores do Emater e Adapi estão correndo risco de vida em Valença

No local existem carros depredados exemplificando a denuncia dos servidores.
No local existem carros depredados exemplificando a denuncia dos servidores.

Funcionários do Emater e da ADAPI em Valença estão se sentindo excluídos e abandonados pelo governo do estado. O problema se agravou depois que o governo autorizou a reforma de apenas duas salas do prédio para abrigar um núcleo do Projeto Viva o semiárido.

A reclamação dos servidores é que o resto do prédio está com a estrutura toda comprometida, num entanto, segundo os funcionários,  o governo faz vista grossa para o problema.

“O teto tá todo ruim, as paredes estão rachadas, estamos correndo risco de vida” disse o funcionário Xixico Nogueira.

Xixico Nogueira e o colega Abdon Nunes disseram à reportagem que o governo do estado precisa ter mais responsabilidade com os servidores e patrocinar uma reforma completa do prédio imediatamente.

A reclamação com a estrutura do prédio não é de hoje, mais volta à tona devido à reforma de parte do prédio em detrimento do resto da estrutura que está colocando em risco, a vida dos servidores.

Sobre o problema, o coordenador regional da ADAPI, Neto Vaqueiro afirmou que enviou para Teresina um relatório mostrando a situação do prédio e pedindo uma intervenção da direção, mais até o momento a reforma não foi liberada. Os funcionários afirmaram que pretendem realizar uma manifestação no dia da inauguração do núcleo do Viva o Semiárido por conta dessa decisão do governo do estado.

.
0 Comentário