Valença do Piauí, 22 de jun, 2021

STJ nega mais um pedido do ex-prefeito Zé Simão

Ex-prefeito de Lagoa do Sitio José de Arimateas Rabelo (Zé Simão)
Ex-prefeito de Lagoa do Sitio José de Arimateas Rabelo (Zé Simão)

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou, na tarde desta quinta-feira (18), o pedido de relaxamento da prisão do prefeito de Lagoa do Sítio, José de Arimateia Rabelo, mais conhecido como Zé Simão. O julgamento aconteceu na sexta turma do STJ. O relator do habeas corpus foi o ministro Sebastião Reis Júnior.

O gestor é acusado de ser o autor do tiro que matou a primeira-dama Gercineide Monteiro, de 34 anos, em fevereiro deste ano. Segundo a polícia, a empregada do casal, Noêmia Maria da Silva, teria participação no assassinato por ter escondido a arma do crime.

De acordo com o STJ, os dois são investigados por homicídio duplamente qualificado pelos agravantes de vítima indefesa e motivo fútil.

O prefeito está preso na Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter), e Noêmia, na Penitenciária Feminina.

Entenda o caso
Zé Simão e Noêmia são acusados de assassinar, no dia 10 de fevereiro, a primeira-dama Gercineide de Sousa Monteiro Rabelo com um tiro na cabela. Noêmia trabalhava na casa de Zé Simão e Gercineide há cinco anos. No dia 11, os dois foram presos.

Os delegados Carlos André e Lucci Keiko finalizaram o inquérito e encaminharam para o Ministério Público indiciando o prefeito e a doméstica por homicídio qualificado.

Fonte: cidadeverde

0 Comentário