Valença do Piauí, 26 de jan, 2021

Tudo pronto para abertura do Salão do Livro do Piauí

O valenciano Kássio Gomes, presidente da Fundação Quixote estará a frente da organização do SALIPI

A cidade já está em contagem regressiva para mais uma edição do Salão do Livro do Piauí. Este ano, a festa literária inicia neste domingo (10), e segue até o próximo dia 17 de junho, no Complexo Cultural da Praça Pedro II. O evento, realizado pela Fundação Quixote e promovido pela TV Clube, contará com exposições, palestras, lançamento de livros, seminários e apresentações culturais que trarão crianças, jovens e adultos ao mundo encantado dos livros.

Já está tudo pronto para garantir assim a infra-estrutura necessária aos livreiros e ao público. Segundo a organização, a abertura será às 19h, no Theatro 4 de Setembro, e contará com o Coral Nova Visão, da Associação dos Cegos do Piauí.

Como parte integrante do Salão, ocorre o Seminário Língua Viva, que está na 15ª edição. Nele serão apresentadas palestras de grandes nomes do universo acadêmico e cultural. Estão confirmados os autores Cristóvão Tezza, Ignácio de Loyola Brandão, José de Nicola e as palestrantes estrangeiras Isabel Ferreira (Angola), Roxana Pineda (Cuba) e Ana Luisa Amaral (Portugal).

O evento homenageia, nesta edição, o teatrólogo piauiense Francisco Pereira da Silva, autor da peça “Raimunda Pinto, Sim Senhor!”. Outros homenageados, neste ano, será o escritor Jorge Amado, o cantor Luiz Gonzaga e o teatrólogo Nelson Rodrigues, que se estivessem vivos estariam completando 100 anos.

E continuam abertas as inscrições para o 15º Seminário Língua Viva. Como as inscrições são limitadas, a Fundação Quixote, responsável pelo Seminário, sugere aos interessados que garantam suas vagas com a maior antecedência possível, pelo site www.salipi.com.br .

Fonte: portaldaclube

3 Comentários

Kássio Gomes

Amigos valencianos,

Faremos mais uma demonstração da força cultural do nosso Estado. O SALIPI maior evento literário do Piauí deverá receber 200 mil visitantes nos próximos 7 dias. Aproveito a oportunidade para convidar os conterrâneos a visitarem o nosso evento que tem início hoje, 10, e segue até o próximo dia 17. Os valencianos que passarem por Teresina nos próximos dias é só buscarem a organização do evento e terão espaço especial para assistir a palestras, show’s, apresentações teatrais, com autores e artistas nacionais e internacionais.

Obrigado
Kássio Gomes

10 jun, 2012 Responder

Bárbara Vitória

É isso ai professor Kássio Gomes, vamos incentivar cada vez mais a leitura e a literatura nos dias atuais e em todo o meio! Não participarei do SALIPI na minha querida Valença, mas estarei presente em Teresina participando da palestra do professor Wellington recitando alguns poemas e cantando alguns famosos poemas. Abraços !

10 jun, 2012 Responder

Paulo

O SALIPI é um evento consolidado, já participei por duas oportunidades, é fantástico, pois o mesmo é realizado, em sua grande maioria, por pessoas com respaldo e capacidade de organização e que, acima de tudo, zelam pela transparência e clareza em seus eventos, por isso o evento se tornou grande e respeitado até mesmo fora do estado, fazendo parte do calendário cultural do Piauí e do Brasil. Mas, e o SALIVA, que não foi realizado em Valença em 2011, segundo o “organizador mor” por falta de apoio, sendo que o secretário de cultura, professor e historiador Antonio José, já tenha dito a algumas pessoas que o procuraram, que nem mesmo o projeto do Salão foi enviado para a prefeitura, para que pudesse ser analisado. Como vemos, parece que houve uma superpromoção do evento, contando com apoios incertos, sendo o principal deles o do poder público municipal. Este, por sua vez indeferiu por achar, podemos dizer “superfaturado”. Tem coisa aí nesse jogo que ainda não foi devidamente explicado para o público, sobretudo aquele público que pagou a sua inscrição e participou efetivamente do evento. Com a palavra o professor Kássio Gomes, que anda um tanto afastado de Valença há um certo tempo. Antes de tudo, devo dizer que não sou eleitor do prefeito municipal e não faço parte de seu esquema político, mas a verdade deve ser dita antes que as pedras falem por nós. Era o que tinha dizer.

10 jun, 2012 Responder