Valença do Piauí, 21 de out, 2021

Valença declara guerra contra o mosquito Aedes aegypti

Vista de Valença do Piaui
Vista de Valença do Piaui

A Secretaria de Saúde de Valença declarou guerra ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Chikungunya e o Zika vírus. De acordo com a secretária de saúde Ielva Melão um plano de contingencia foi criado para articular o combate ao Aedes aegypti que ataca especialmente nesse período chuvoso.

Ielva Melão afirmou que a preocupação da campanha é evitar casos de microcefalia causada pelo Aedes aegypti, que pode ainda transmitir a síndrome de Guillain Barré que afeta os nervos das pessoas. Segundo Ielva Melão duas pessoas de Valença estão sendo investigadas, com sintomas da síndrome uma que viajou para Brasília e outra que está em Teresina.

A secretária pediu atenção especial das mulheres gravidas valencianas que são os principais alvos do Zika vírus, a secretária pediu que elas redobrem os cuidados usando roupas longas e repelentes, assim como evitem sair em horários frios.

A secretária informou que os agentes de endemias e de saúde dividiram a cidade em zonas para uma melhor cobertura das atividades de combate ao Aedes aegypti. Ela ressaltou que a secretaria de saúde pretende percorrer todas as residências num entanto ela afirmou que a população ainda é o melhor agente nessa operação, seja pela manutenção de suas casas livre do mosquito ou denunciando os locais passivos de criação dos vetores do mosquito. “A principal ação para prevenção dessas doenças é evitar o nascimento dos vetores do mosquito esse é o foco da campanha por isso peço a colaboração de todos” disse

De acordo com Ielva Melão a campanha conta com o apoio do Ministério Publico e das policias civil e militar que ajudaram nos casos onde os proprietários dos imóveis dificultem o trabalho dos agentes. Ela pediu que toda população assuma suas responsabilidades no combate ao Aedes aegypti que esse ano chega mais forte com sintomas que vão além febre alta, dores nas articulações e distúrbios gástricos.

Microcefalia é uma doença em que a cabeça e o cérebro das crianças são menores que o normal para a sua idade, influenciando o seu desenvolvimento mental. Geralmente, a microcefalia está presente quando o tamanho da cabeça de uma criança com um ano e três meses é menor que 42 centímetros. Isto ocorre porque os ossos da cabeça, que ao nascimento estão separados, se unem muito cedo, impedindo que o cérebro cresça normalmente. A microcefalia é uma doença grave, que não tem cura, e a criança que a possui pode precisar de cuidados por toda a vida, sendo dependente para comer, se mover e fazer suas necessidades,

Síndrome de Guillain-Barré é uma doença autoimune que ocorre quando o sistema imunológico do corpo ataca parte do próprio sistema nervoso por engano. Isso leva à inflamação dos nervos, que provoca fraqueza muscular.

0 Comentário