Valença do Piauí, 19 de jan, 2021

Valença: Empresa pressiona Prefeitura e confusão termina na delegacia

Renan Mapurunga disse que por falta de organização a prefeitura deve cerca de R$ 135 mil reais a empresa

A Prefeitura de Valença é acusada pelo diretor da empreiteira R H Construção Renan Mapurunga (foto) de dá calote na empresa que foi contratada para construir uma agroindústria para o beneficiamento do pedúnculo do caju, na localidade Serra do Batista. A obra foi orçada em R$ 82 mil reais e já se encontra em fase de terminação. O problema segundo Renan Mapurunga é que a prefeitura não conseguiu até o momento viabilizar a documentação necessária para o pagamento da empresa via Caixa Econômica.

O problema é gerado porque a verba para ser liberada pelo Orçamento Geral da União (OGU) é necessário que o proponente, ou seja, o município beneficiado apresente um projeto com todas as informações relativas a obra, coisa que segundo o responsável da empresa não aconteceu. De acordo com o mesmo falta no projeto, por exemplo, a planilha orçamentária e os extratos dos contratos, além de outras pendências. “A prefeitura tinha conhecimento dessas pendências e ainda assim emitiu uma ordem de serviço para que fizéssemos a obra” disse Renan

Outra acusação feita pelo representante da empresa é que a ordem de serviço foi dada antes de a prefeitura rescindir o contrato com a primeira empresa que ganhou a licitação e terminou abandonando a obra. “A nossa ordem de serviço foi assinado pelo prefeito no dia 06 de março de 2012 e a comunicação para a Caixa da rescisão do contrato com a outra empresa foi feita no dia 22 de maio de 2012.

Renan Mapurunga também entregou um relatório de pendências abertas de Valença do Piauí emitido pela OGU em 21 de maio de 2012, onde são feitas as observações e pede que o município resolva as pendências para que não aja prejuízo na continuidade da obras.

Essa falta de resolutividade por parte da prefeitura municipal e da Secretaria Municipal de Obras irritou o diretor da empresa que nesta terça-feira (29) procurou o secretario de obras do município Antonio Gomes para pedir explicações sobre a demora na documentação. Durante a conversa, o diretor ameaçou o secretário Toinho que registrou um boletim de ocorrência na delegacia contra o diretor. Após ser localizado o diretor da empresa prestou depoimento e explicou os motivos da ameaça. Ele alegou que a ameaça foi feita pelo calor do momento uma vez, que por causa do não pagamento seus funcionários estão passando por dificuldades financeiras e até falta de comida. Disse ainda que precisa pagar seus fornecedores que foram envolvidos nessa historia pela prefeitura que não consegue resolver o problema. Renan Mapurunga afirmou que ta tendo problemas com também com a perfuração de um poço na localidade Ponta D’água cujo problema no projeto estão acarretando prejuízos de R$ 53 mil reais, que somados com o dá Serra do Batista chegam a quantia de 135 mil reais de débitos com a empresa.

Contato

O portalv1 tentou por três vezes entrar em contato com o secretário de obras Antonio Gomes (Toinho), mais não foi possível. A equipe então entrou em contato por duas vezes com o secretário de governo Raimundo Xavier, que no primeiro contato informou que sabia superficialmente do problema por isso pediu para entrar em contato com o secretario de obras. Na segunda vez, o portalv1 informou que não havia sido possível conversar com o secretario de obras e que caso o mesmo conseguisse entrasse em contato com o portal, fato que até o fechamento dessa matéria não aconteceu, mais que pode ser feito a qualquer momento.

Confira a entrevista cedida pelo responsável da Empresa R H Construção ao portalv1. Juntamente com a documentação da obra.

Clique aqui e veja os Documentos

 

Ouça a Entrevista

13 Comentários

Geovane Vieira

Analisando os documentos que deram origem ao caso, podemos concluir que o prefeito, se não agiu de má fé, no minimo foi relapso. Emitir uma OS – Ordem de Serviço, sem ter o recurso liberado, sabendo que havia pendencias no projeto, demonstra um descaso muito grande. Mas não devemos considerar isso um absurdo, afinal uma administração sem planejamento, sem metas, sempre no improviso, não poderiamos esperar outra couisa. Aconselho ao litigante, que procure o Ministerio Publico, esse procedimento é considerado como Improbidade Administrativa. Veja a situação da empresa, fez os serviços e agora não consegue pagar nem a mão de obra local, de trabalhadores da Serra do Batista, que já padecem de uma seca sem precedentes e agora não recebem suas diarias pelo serviço que prestaram, é um caso realmente de policia.

30 maio, 2012 Responder

Paulo Roberto

É muita confusão para uma gestão só. Não concordo com a violência mais imagine você trabalhar e não receber. O problema é que agora a turma da prefeitura parece que encontrou alguém com coragem para denunciar e cobrar na cara. E pelas palavras dele vão ter que pagar

30 maio, 2012 Responder

Francisco Gomes

Tem muita água ainda por baixo dessa ponte, se a obra esta ossada em 85 mil pq a pendencia com a prefeitura é de 135 mil? será um caixa 2?kkkkk.

30 maio, 2012 Responder

Chico

Eita mas vc num presta mesmo atenção. São duas obras uma na Serra do Batista e outra na ponta d´água.

30 maio, 2012 Responder

Janio Silva

Eu não sei quem vai pagar mais a culpa por esse calote da prefeitura é do Rubens Alencar que só atrapalha a gestão

30 maio, 2012 Responder

miskoo

kkkkkkkkkkkkkkk é só o que faltava agora era isso mesmo rsrsrsrsr colocar a culpa no Rubens. Mas se duvidar ainda vão ter a cara de pau de fazer isso.

30 maio, 2012 Responder

acd

esse rapaz é muito e …. anda ameaçado a sociedade conheço varia pessoas que ele ja crou confusao anda na rua feito … arranjando briga isso e bonito pra o o rsponsavel pra uma empresa desse porte isso ai é um filhinho de mamae

30 maio, 2012 Responder

assis

deixa de ser … q vc nao sabe o q ta passando agenta ta falando e de obras de prefeituta vc ja imaginou passar 3 meses sem dinheiro nunca quera passar por isso….. o q vc disse nao tem sentido algum o seu comentario e o mais besta

30 maio, 2012 Responder

Pedro Araújo

Isso é muito feio para gestão do prefeito, não sou de acordo com ameaças,se esta insatisfeito tem a justiça..AH e as vezes é sempre mais bonito saber PERDER do que GANHAR porque o mundo da voltas e ninguem sabe o dia de amanha.

30 maio, 2012 Responder

Aline

Isso aí só ta acontecendo pq o prefeito queria de um jeito ou de outro tirar a obra do papel para amarrar os votos de quem vai ser beneficiado com essas obras. Para isso mandou execultar uma coisa que nem dinheiro liberado havia. Sem falar das outras pendências citada na reportagem. Eita Sr. Alcântara, ta fazendo de tudo pra amarra os voto em?? Cuidado, tu eta metendo muito os pés pelas mãos. Que vergonha ter um administrador como esse que ainda faz a política velha do nepotismo Eita tetas boas em, família …, essa da prefeitura!

30 maio, 2012 Responder

jota junior

e triste não honrar seus compromissos,um gestor esta perdendo a moral.Vamos cumprir com as obrigaçoes pois este ano teremos eleição.

30 maio, 2012 Responder

Marcos Leandro

essse PREFEITO e sua pessima ADM.!!!!
OHH D E R R O T A…..!!!!!

31 maio, 2012 Responder

BENEDITO ISIDORIO FILHO (BITTA)

LAMENTAVÉL, MAIS ESSA EMPRESA NÃO CONHECIA O PREFEITO ALCANTARA. ESSE É O PREFEITO DE VALENÇA SEMPRE APRONTANDO E NADA ACONTECE. MAIS DESSA VEZ EU ACHO DIFICIL ELE NÃO PAGAR.

01 jun, 2012 Responder