Valença do Piauí, 15 de jan, 2021

Valença Terá Superintendência Regional de Policia

O Governo do Estado tem um ‘Plano B’ para atender as decisões da Justiça e do Tribunal de contas do Estado relativas às nomeações de Delegados Militares que devem ser substituídos por bacharéis em Direito concursados. É o que Informa fonte do Palácio de Karnak. Seria intenção do governo acabar com várias delegacias e criar Superintendências Regionais, cujos superintendentes serão Delegados concursados, bacharéis em direito que, vão coordenar de 10 a 20 cidades num município pólo.

As Superintendências Regionais de Policia a serão comandadas por um Delegado de carreira, concursado. Elas serão compostas por 10 ou até 20 Sub-Delegacais que, por sua vez, poderão ser chefiadas por Policiais Militares ou Agentes de Policia Civil, considerando que, nesses casos, não haverá o cargo de Delegado. Inicialmente, essas Superintendências ficarão nos municípios de Picos, Parnaíba, Floriano, Corrente, Bom Jesus, Piripiri, Campo Maior, Valença Oeiras, Água Branca, Pio IX e Paulistana e São Miguel do Tapuio.

Informa ainda a fonte palaciana que, é intenção do governador Wilson Martins colocar um Delegado de carreira, bacharel concursado em cada cidade onde for Comarca. “Onde tiver um Juiz e um Promotor vai ter um delegado”, diz a fonte. Isso deve ocorrer independente da Superintendência. Pode ocorrer de, no mesmo município ter uma Superintendência Regional e ao mesmo tempo funcionar uma Distrital.

Sobre o ‘Caso Intervenção’, se realmente, o governador Wilson Martins decidir intervir em algum município, será uma decisão histórica. nunca, em tempo algum, um governador decretou intervenção num município piauiense. Todos sabem que, intervenção é uma decisão política e, por isso mesmo, torna-se difícil sua aplicação. Por pior que seja o prefeito, sempre tem um deputado ou um senador para protegê-lo politicamente. E, se for do partido do governador, aí é que não sai mesmo.

Fonte: 180graus

2 Comentários

Marcos

É uma ótima decisão do Governador colocar pessoas nas suas referidas áreas para comandar as investigações da polícia civil, ao invés decolocar policiais para ficarem á frente como (Delegados). Isso só vai melhorar mais a qualidade…

27 fev, 2011 Responder

Aílton Carvalho

A informação de que nunca um governador nomeou um interventor está equivocada, porquê em 1996, o então governador Mão Santa, nomeou como interventor para o município de Altos, o Monsenhor Dodó, como era conhecido. O fato aconteceu porque o então vice-prefeito de Altos à época, Orlando Silva, foi acusado de ter mandado matar o prefeito César Leal. Depois de concluídas as investigações, o fato foi comprovado, não podendo o mesmo assumir a prefeitura municipal. Coube então ao governador nomear um interventor para concluir o mandato. Vamos se informar melhor, pois só quem irá ganhar com isso é a população.

28 fev, 2011 Responder