Portal V1

Valenciano bate moto em animal e morre

30/05/2015
Pitico Laches

Pitico Laches

Um acidente na noite desta sexta-feira (29) matou o comerciante Pitico proprietário de uma lanchonete no centro de Valença. O acidente aconteceu por volta depois das 19h, quando a vitima saiu do seu estabelecimento para fazer uma entrega em um posto de combustível, situado na BR 316.

No caminho nas proximidades do IFPI, a vitima bateu sua moto em um cavalo causando a morte do animal. Pitico chegou a ser socorrido com vida pelo SAMU mais não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Regional de Valença.

A policia trabalha agora para tentar identificar o proprietário do animal causador do acidente. A noticia causou muita comoção em Valença pelo grande conhecimento do comerciante na cidade. De acordo com a policia militar esse é o quarto acidente com animais no local que é usado para a pratica de caminhada pela população, sem contar que é a via de entrada da cidade que por essas razões deveria contar com dispositivos de segurança como quebra molas adequados com o local, assim como os construídos na Avenida Stanley Fortes Batistas.

Compartilhe

3 Comentários

  1. Marcia Santos em 30/05/2015 às 15:49

    muito triste este fato…Meus pesãmes a família!

  2. Williams Gonçalves em 01/06/2015 às 03:00

    Embora seja grande a quantidade de pessoas que tenham conhecido o Pitico, gostaria de sugerir que a redação apresentasse outros dados sobre ele, tais como: nome completo, idade, estado civil etc. para que outras pessoas que não residam em Valença do Piauí possam identificá-lo mais facilmente. Afinal, este portal é bastante lido por pessoas de distintos lugares.
    Todos nós da família do Sr. Chiquinho Mecânico lamentamos muito o falecimento do Pitico, pois ele era um grande apoio para meu pai e Maristela, o que cativou a nossa amizade. Ademais, não devemos esquecer do seu tão bem preparado lanche.

  3. Jota Junior em 01/06/2015 às 08:47

    Precisamos de leis severas, prender este animais nas ruas e estradas. Trabalho de educação no transito.

Deixe seu comentário