Valença do Piauí, 16 de jan, 2021

Vereador convoca secretário e sugere criação de uma CPI

vereador Lindomar Amâncio

O vereador Lindomar Amâncio denunciou na sessão desta segunda-feira (05), que funcionários efetivos do município estão sendo transferidos de local de trabalho devido os mesmos não terem acompanhado politicamente o grupo do prefeito nas eleições de outubro. A denuncia gerou a aprovação de uma convocação da secretária de administração Fátima Lira para explicar sobre essas possíveis transferências, que teria como objetivo perseguir os servidores oposicionistas.

Na sessão o vereador Lindomar Amâncio pediu ainda que fosse criada uma comissão de vereadores para averiguar as denuncias, consideradas graves. Com a palavra os vereadores Joaquim Filho e Ielva Melão pediram que o vereador traga na próxima sessão documentos que provem essas transferências ilegais para que o Legislativo tome as providencias necessárias para coibir se for o caso as irregularidades.

Os vereadores reconheceram a gravidade da denuncia, no entanto informaram ao colega que para se criar uma comissão é preciso seguir os tramites legais, ou seja, ter documentação provando a irregularidade e um requerimento com o pedido da abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito subscrito por três vereadores.

Tanto o vereador Joaquim Filho (secretário da mesa), como a vereadora Ielva Melão (presidenta) confirmaram apoio a abertura da CPI, caso os documentos sejam apresentados. A secretária de administração Fátima Lira tem 15 dias para comparecer ao Legislativo. O secretário de governo Raimundo Xavier após a sessão negou a existência das transferências e consequentemente as perseguições. O secretário confirmou apenas a exoneração de 40 cargos comissionados que são de livre nomeação do prefeito municipal.

0 Comentário