Portal V1

Vereadora Ceiça Dias pede vista da COSIP para alinhar base aliada

17/05/2011

vereadora Ceiça Dias

A vereadora Ceiça Dias (PSB) pediu vista ao Projeto de Lei de autoria do Executivo que altera a Lei 1035/2005 que instituí em Valença do Piaui a Contribuição para o Custeio da Iluminação Publica (COSIP). A manobra da vereadora visa dar tempo ao prefeito municipal negociar com vereadores que ainda não declararam votos contrários ao projeto que aumenta em até 12% a taxa de iluminação publica em Valença do Piaui.

Até a sessão desta segunda-feira (16) os vereadores Tico Adriano, Gilmar Barbosa e Joaquim Filho haviam declarado votos contrários ao projeto do Executivo. Na sessão desta segunda-feira (16) o vereador Lindomar Amâncio disse em plenário que não votará no projeto da forma em que ele se encontra. O vereador que se disse “independente” afirmou que o projeto não foi discutido com a população e nem com os vereadores. O vereador fez uma serie de acusações ao Executivo que segundo o mesmo omiti os reais benefícios da nova tributação.

Ao afirmar ser independente o vereador causou um mau estar na base do prefeito que não gostou das declarações do “ex-aliado”. Os vereadores Elizeu França e Valdefran Vieira se pronunciaram contra o vereador que segundo os mesmos quer se promover em cima dos outros.

O vereador Gilmar Barbosa revelou em plenário que foi procurado duas vezes por interlocutores do prefeito para negociar seu voto a favor do projeto. O vereador disse que continuará na oposição e que votará contra o projeto por achar abusiva a cobrança. Após a sessão o vereador disse ao portalv1 que a oferta incluía essa e outras votações. Ele afirmou que o prefeito tenta captar mais um aliado, haja vista, que na base existem pessoas inconfiáveis.

O vereador Joaquim Filho lamentou as discussões em torno do projeto e em relação ao comportamento dos vereadores. Ele defendeu a imprensa valenciana que foi acusada pelo vereador Lindomar Amâncio de ser parcial.

A presidenta Ielva Melão lamentou a confusão na base governista ela disse que a responsabilidade pela votação do projeto é dos vereadores que são dignos representantes do povo. Ielva Melão defendeu os vereadores da base aliada afirmando que assim como a oposição ela é importante e precisa ser respeitada. Ela finalizou dizendo que base aliada não é só para receber benesses. Na sessão desta segunda quem menos falou foi à oposição que apenas assistiu a lavagem de roupa da base aliada.

Compartilhe

4 Comentários

  1. Carlos Barbosa em 17/05/2011 às 11:00

    Definição do ser Independente segundo o Aurélio

    Adjetivo de dois gêneros.
    1.Que está livre de qualquer dependência ou sujeição.
    2.Que é ou se tornou livre de qualquer laço ou compromisso afetivo, social, moral, etc.; que é senhor das próprias decisões:
    3.Que se caracteriza pela autonomia, pelo desassombro; que rejeita a sujeição:
    4.Que procura recorrer só aos seus próprios meios; que se basta:
    5.Diz-se de quem tem fortuna própria, ou meios fartos de subsistência:
    6.Que não está filiado a partido, doutrina, escola:
    7.Diz-se do país que se governa por suas próprias leis, que goza de autonomia política.

    Ainda bem que o ser independente não precisa usar carros oficiais para suas viagens, usar combustível publico ou ate mesmo indicar pessoas para cargos municipais ou estadual.

  2. Janaina Silva em 17/05/2011 às 15:40

    Quem assistiu ao duelo Valdefran e Lindomar via que as coisas realmente não estão harmoniosas. Se o Lindomar não recuasse o Valdefran iria dizer um bucado de coisas do vereador independente. Com uma base dessas quem precisa de oposição.

  3. Aílton Carvalho em 17/05/2011 às 23:38

    E ainda dizem que o prefeito está folgado o suficiente para fazer o seu sucessor. Imaginem: se para aprovar um simples reajuste a própria base aliada não se entende e ano que vem para solidificar o palanque governista. Se bem que o Lindomar, que é ligado ao ao ex-prefeito Jarbas Matias, é mestre na arte de fazer “teatrinho” para se promover. Vamos aguardar os fatos, pois contra estes não há argumentos.

  4. Aldo Senna em 18/05/2011 às 01:16

    Parabéns Carlos pela criatividade do comentário. Só faltou explanar sobre a reclamação do INDEPENDENTE com a imprensa de Valença. Só falta agora inventar outra doença fictícia para não votar o projeto. as eleiçoes do proximo teremos muitas novidades

Deixe seu comentário