Portal V1

Vereadores aprovam doação de terreno para o IFPI

  • off
04/03/2011

Vereadores Ceiça Dias, Lindomar Amancio, Ielva Melão, Valdefran Vieira, Eliseu França e Pedro Ribalta, após a sessâo

Sob a presidência da vereadora Ielva Melão, a Câmara Municipal aprovou nesta sexta-feira (04), o projeto de lei enviado pelo Executivo Municipal, que faz a doação de um terreno na Avenida Joaquim Manoel, na saída da cidade para o Instituto Federal do Piaui (IFPI). A aprovação do projeto de lei foi votado em sessão extraordinária na manha desta sexta-feira, com seis votos a favor. Antes da votação o projeto recebeu parecer favorável do presidente e da relatora da Comissão de Constituição e Justiça vereadores Lindomar Amâncio e Ceiça Dias respectivamente.

Os vereadores Tico Adriano, Joaquim Filho e Gilmar Barbosa não compareceram na sessão desta sexta-feira por não concordarem a tramitação do projeto. Na última semana, o projeto de lei não pôde ser votado por falta de quórum. Além dos três veread

order propecia online

ores da oposição, a bancada governistas estava desfalcada do vereador Lindomar Amâncio, que por motivo de saúde não compareceu a sessão.

A aprovação do projeto, que precisava da maioria absoluta dos vereadores em plenário só foi possível devido à participação do vereador Pedro Ribalta e da presidenta Ielva Melão, que mesmo sendo da oposição votaram pela aprovação do terreno. A vereadora Ielva Melão na tribuna informou que o projeto é importante para a cidade e que não iria se esquivar de aprovar o mesmo. Ela também informou que se mantêm firme na oposição e que seu posicionamento na sessão era em favor dos valencianos.

O líder do governo na câmara, vereador Eliseu França agradeceu aos votos da oposição e criticou o proprietário Geraldo Nunes que de acordo com o vereador conseguiu o terreno em 1963 e nunca o beneficiou. No mesmo caminho seguiram os vereadores Ceiça Dias, Lindomar Amâncio e Valdefran Vieira.

Após a aprovação da doação do terreno, a prefeitura concluiu a primeira fase de construção do IFPI, que segue seus próximos passos. Agora a Justiça deve se pronunciar nos próximos dias em relação ao valor do terreno que foi avaliado em R$ 118 mil reais, no entanto, a prefeitura ofereceu apenas R$ 15 mil reais.

zp8497586rq
Compartilhe

Comentários fechados