Valença do Piauí, 15 de jan, 2021

Vereadores se reúnem em ultima sessão, antes do carnaval

presidenta Ielva Melão

Será Lindomar de Moura Barbosa, o nome do posto de saúde do Bairro Novo Horizonte, o Projeto de Lei de autoria do vereador Valdefran Vieira (PRTB) foi aprovado em última votação na sessão desta segunda-feira, 28 de fevereiro. Dr. Lindomar como era conhecido já foi vereador em Valença, tendo inclusive exercendo a presidência do Poder Legislativo, medico e ex-prefeito por dois mandatos da cidade de Lagoa do Sitio. Dr. Lindomar faleceu ano passado vitima de infarto.

Havia na sessão, uma expectativa de que seria pedida a colocação do Projeto de Lei que doa ao Instituto Federal do Piaui (IFPI) um terreno na saída da cidade, mas devido à falta na sessão dos vereadores Tico Adriano, Joaquim Filho, Gilmar Barbosa e Lindomar Amâncio, a matéria não pôde ser colocada na Ordem do Dia, como queria a vereadora Ceiça Dias autora do pedido.

Para pressionar os vereadores, o prefeito convocou funcionários e prestadores de serviços para irem a Câmara Municipal e pressionar a votação do Projeto de lei, que está nas comissões. A tentativa de pressionar o Legislativo foi por sinal o tom adotado pelo prefeito Alcântara durante esta semana. O prefeito concedeu varias entrevistas tentando colocar a população contra os vereadores da oposição.

A própria presidenta Ielva Melão teve que pedir direito de resposta na emissora do genro do prefeito para explicar o que realmente havia acontecido. A presidenta informou que a Câmara Municipal (comissões) tem 30 dias para opinar sobre o projeto e lembrou que o prefeito entregou o projeto na última segunda-feira e queria que a mesma fosse votada no mesmo dia o que não foi aceito pela Mesa Diretora, uma vez que fere o Regimento Interno do Poder Legislativo.

O líder do prefeito Eliseu França (PSB) reclamou das ausências dos colegas e criticou o dono do terreno (Geraldo Nunes), que segundo o vereador desde 1963 é dono do terreno e nunca fez nenhuma benfeitoria. A desapropriação do terreno está sendo contestada pelo proprietário que alega que a prefeitura não quer pagar o valor que a própria prefeitura estipulou para calcular os impostos do terreno.

A presidenta Ielva Melão na tribuna voltou a criticar a forma adotada pela prefeitura na questão, ela disse que a matéria precisa ter a atenção que a mesma merece. Ela informou que a casa não é contra o projeto e que está faltando habilidade do prefeito, que ao invés de amenizar a situação preferiu tirar proveito político da matéria ao tentar colocar a população contra a oposição.

Ela aproveitou para desmentir o prefeito Alcântara que nessa semana provocou um verdadeiro alvoroço ao cortar as águas da população carente dos bairros da cidade. Segundo a presidenta, o prefeito ao cortar a água informava que tinha o apoio da Câmara Municipal o que não é verdade de acordo com a presidenta. Ela pediu que o prefeito reveja os cortes e adote critérios para a execução, excluindo as famílias carentes.

0 Comentário