Portal V1

Wilsão cai para quarto na disputa para governo e para o senado Wellington lidera veja os números.

19/01/2010
Prefeito Alcântara e o vice-governador Wilson Martins

Prefeito Alcântara e o vice-governador Wilson Martins

O prefeito de Teresina, Sílvio Mendes (PSDB) mantém a liderança na corrida pelo Palácio de Karnak, segundo apurou o Instituto Data AZ em nova pesquisa, realizada entre 10 e 14 de janeiro. Ele aparece com 29,64% das intenções de voto na sondagem estimulada. O segundo colocado, senador João Vicente Claudino (PTB) tem 26,19%.

O candidato do PT, Antônio José Medeiros é o terceiro colocado, com 13,01%. Medeiros foi o candidato que registrou maior crescimento entre a rodada de pesquisa realizada em novembro e a de janeiro. Em novembro ele era o quarto colocado, com 9,9%. Em dois meses agregou 3,11% de intenções de votos.

O vice-governador Wilson Martins (PSB) que em novembro era o terceiro colocado, ficou agora em quarto lugar, mas tecnicamente empatado com Antônio José Medeiros. Martins saiu de 10,69% para 12,73%, o que significa a agregação de 2,04% de intenções de voto em um período de dois meses. Ocorre é que em agosto o vice-governador aparecia com 12,44% das intenções de voto, o que significa praticamente ter voltado à situação aferida naquela rodade de pesquisa.

O vice-governador Wilson Martins (PSB) que em novembro era o terceiro colocado, ficou agora em quarto lugar, mas tecnicamente empatado com Antônio José Medeiros. Martins saiu de 10,69% para 12,73%, o que significa a agregação de 2,04% de intenções de voto em um período de dois meses. Ocorre é que em agosto o vice-governador aparecia com 12,44% das intenções de voto, o que significa praticamente ter voltado à situação aferida naquela rodade de pesquisa.

Disputa para o senado

O quadro da disputa para o Senado praticamente se manteve o mesmo na pesquisa do Instituto Data AZ de 10 a 14 de janeiro em relação à sondagem anterior, feita em novembro. O governador Wellington Dias mantém a dianteira, com 53,34%. Mão Santa (PSC) vem a seguir, com 29,75%.

O segundo lugar de Mão Santa vem acompanhado de um recuo de 4,02% em suas intenções de voto. Em novembro ele tinha 33,92%;

O senador Heráclito Fortes (DEM), que tentará a reeleição, é o quarto colocado, com 21,34%. Apesar disso, cresceu 3,24% em relação à pesquisa de novembro, quando tinha 18,1% das intenções de voto.

O presidente da Fundação Municipal de Saúde, Firmino Filho, puxado por um bom desempenho em Teresina, é o terceiro colocado, com 23,98%. Ele cresceu em relação aos números de novembro, quando estava com 21,81%.

O eleitor parece ter percebido o arrefecimento da disposição de Robert Rios (PCdoB) para disputar uma cadeira de senador. Em relação a novembro, ele perdeu posição. Tinha 14,31% e agora está com 13,52%. Em agosto aparecia com 18,67%.

Marcelo Castro (PMDB) aparece com 9,62% das intenções de voto, em quinto lugar. Ele é seguido por Freitas Neto (PSDB), com 8,31%, João Henrique Sousa (PMDB), com 2,43%, Antônio de Deus (PCB), com 1,19% e Joaquim Saraiva (PR), com 0,96.

Eleitores indecisos ou que não se fixaram em nenhum dos nomes apresentados somam 35,52%.

Os números somam 200% porque os eleitores terão que votar em dois nomes para senador.

REJEIÇÃO AMOSTRAGEM EM TODO O ESTADO
Os senadores Mão Santa (PSC) e Heráclito Fortes (DEM), candidatos declarados à reeleição, estão no topo de lista de rejeitados pelos eleitores consultados: 20,36% dos eleitores disseram que não votariam no político parnaibano, enquanto 17,53 não escolheriam o democrata para voltar ao Senado.

Depois deles, o mais rejeitado é Joaquim Saraiva, com 10,41%. Seguem-se Wellington Dias (8,82%), Freitas Neto (7,47%), Antônio de Deus (7,41%), Robert Rios (6,39%), João Henrique (5,54%) e Firmino Filho (5,32).

Firmino é a surpresa em Teresina para disputa das duas vagas de Senador

Em Teresina, o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Firmino Filho, nome do PSDB para reforçar eventual chapa tucana à Assembleia Legislativa, revelou-se uma surpresa na corrida pelas duas vagas do Piauí no Senado.

Mesmo sem declarar candidatura, ele apareceu em segundo lugar na pesquisa do Instituto Data AZ com 35,87% das intenções de votos dos eleitores da capital.

Foram ouvidas 513 pessoas na capital do Piauí e a margem de erro da pesquisa é de 3,64% para mais ou para menos.

O governador Wellington Dias (PT) mantém a dianteira também na capital com 45,42%

O senador Mão Santa (PSC), candidato à reeleição, aparece em terceiro lugar na preferência dos eleitores de Teresina, com 23%. O quarto colocado é Robert Rios (PCdoB) com 20.47%. O senador Heráclito Fortes (DEM) aparece em quinto lugar com 19,49% das intenções de voto do teresinense.

O ex-senador Freitas Neto, que ensaia uma candidatura a deputado federal, aparece na pesquisa com 7,8%, à frente do deputado Marcelo Castro (PMDB), com 7,02%. Outro peemedebista, João Henrique Sousa, vem a seguir, com 3,9%.

Antônio de Deus Neto (PCB) e Joaquim Saraiva (PR) são citados por 2,53% e 2,14%, respectivamente.

Os eleitores indecisos e aqueles que se dispõem a anular o voto somam 32,36%.

REJEIÇÃO NA AMOSTRAGEM EM TERESINA
Na capital, os dois senadores Mão Santa e Heráclito Fortes lideram a rejeição dos eleitores: 29,82% dos entrevistados disseram que não votariam no ex-governador do Piauí, enquanto 26,51% não escolheriam Heráclito para voltar ao Senado.

Seguem-se Joaquim Saraiva (16,96%), Antônio de Deus (14,04%), Wellington Dias (13,45%), Robert Rios (10,92%), Freitas Neto (10,72%), Firmino Filho (10,33%), Marcelo Castro (8,97%), João Henrique (6,24%).

Ficha técnica da pesquisa
Número de entrevistas – 1.768.
Número de municípios pesquisados – 49
Margem de erro – 2,33% para mais ou para menos
Período de realização – 10 a 14 de janeiro de 2010
Responsabilidade técnica – Instituto Data AZ
Registro provisório no TRE Nº2693ª5b/Protocolo Nº 404/2010

Fonte: portalaz

Compartilhe

Deixe seu comentário