Valença do Piauí, 04 de dez, 2021

Zózimo Tavares lança livro sobre trajetória do valenciano Petrônio Portella

O valenciano morreu aos 54 anos, em Brasília
O valenciano morreu aos 54 anos, em Brasília

Após 20 anos de pesquisa, o jornalista Zózimo Tavares lança, na edição 2013 do Salão do Livro do Piauí (Salipi), o título “Petrônio Portella: uma biografia”. Além do destaque político, o público poderá conferir curiosidade sobre um dos piauienses mais influentes da história.

O trabalho ficou pronto e foi lançado pela Coleção “Grandes Vultos que Honraram o Senado”. O título é enriquecido com fotografias, charges e outras imagens publicadas em jornais e revistas que cobriram sua trajetória política. O livro tem 268 páginas.

Em uma delas, Petrônio aparece ao lado do presidente John Kennedy, na Casa Branca. À época, ele era governador do Piauí. O ex-ministro foi fotografado também em Roma, cumprimentando o papa João Paulo II, no dia de sua posse no Vaticano.

“As informações foram tiradas de livros, revistas e acervo fotográfico. Também pesquisei em depoimentos contemporâneas. O livro se divide em três partes: ele como ministro, a ascensão em Brasília e a atuação no Piauí”, explica o comunicador.

Zózimo Tavares tem 30 anos de prática do jornalismo, 15 livros lançados, além ser membro da Academia Piauiense de Letras (APL). O lançamento livro não será marcado por solenidade. Basta visitar o stand da (APL) e conferir.

“Estaremos de braços abertos para receber a todos que tenham interesse em conhecer mais detalhes sobre a vida desse piauiense notável”, revela o autor do título. O exemplar vai custar R$ 35.

Sobre Petrônio Portela

O piauiense morreu aos 54 anos, em Brasília, no dia 6 de janeiro de 1980, quando exercia o cargo de ministro da Justiça, depois de presidir o Congresso Nacional em duas ocasiões. Seu nome era dado como certo para a sucessão do presidente João Figueiredo, no encerramento do ciclo dos militares no poder, conforme conclui Zózimo Tavares, ao analisar o contexto político da época.

 

Fonte: Cidadeverde

0 Comentário