Portal V1

Assim como PMDB, Margarete diz que PP vai disputar vaga de vice

07/03/2017

Margarete Coelho vice-governadora do Piaui

A vice-governadora Margarete Coelho quebrou o silêncio no PP e garantiu nesta terça-feira (7), que seu partido vai para o confronto com o PMDB na tentativa de segurar a vaga de vice na chapa majoritária do governador Wellington Dias em 2018. Embora reconheça que discutir o assunto agora seja prejudicial, ela disse que nenhum partido pode chegar em uma administração exigindo estar numa composição política. 

Margarete não condena o PMDB pelo desejo de ser vice de Wellington, mas se for assim, o PP também não abrirá mão da vaga, principalmente após se tornar o maior partido do Piauí.

“O PP também pleiteia continuar na vice. O partido cresceu, se fortaleceu. É um partido de primeira hora da campanha, tem sido nas questões administrativas. Podemos discordar de qualquer coisa, mas ninguém vai discordar que o senador Ciro Nogueira é quem tem trazido mais recursos. Isso também nos credencia para pleitear vagas na chapa majoritária”, disse, avaliando que a vaga de vice não será condição para que o PP permaneça na aliança.

“Qual partido político que, neste momento, tendo um governador bem avaliado, com a possibilidade de assumir num eventual afastamento dele para se candidatar ao senado, não estaria pleiteando este cargo? Acho legitimo, mas digo sempre que essas formações antecipadas de chapas são problemáticas, já que desconsidera o momento político de efetivar essas candidaturas. Teremos o momento certo de discutir. No caso do PP, imagino que não será condição para seguir na aliança. Temos o cargo de vice e a segunda vaga de vice na chapa que serão discutidas com todos os partidos que estiverem no arco das alianças”, explica.

Fonte: cidadeverde

Compartilhe

Deixe seu comentário