Portal V1

ELEIÇÃO suplementar em Valença deve ocorrer em junho

16/05/2015

valençaA cidade de Valença do Piauí, que fica a 216 km ao Sul de Teresina, deverá passar por eleições suplementares em junho, após a cassação do prefeito Walfredo Filho (PSB) e da vice, Paula Jeane (PRB), acusados de abuso do poder econômico, de prática de caixa dois, irregularidade nas prestações de contas e ocultação de receita nas eleições 2012.

Após ser cassado em primeira instância pela juíza eleitoral da 18ª Zona Eleitoral de Valença Dr. Keylla Ranyere Lopes Teixeira Procópio, o prefeito Walfredo Filho recorreu junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), por diversas vezes, mas todas sem sucesso.

O gestor tenta agora uma última cartada junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para voltar ao cargo de prefeito, que hoje é ocupado pelo presidente da Câmara, vereador Getúlio Gomes (PP).

TRÂMITE PARA A NOVA ELEIÇÃO
Já se encontra no TRE-PI um pedido para que a Corte Eleitoral aprove a Resolução que vai reger a eleição no município. Com a aprovação da Resolução, abrem-se os prazos para a campanha eleitoral dos candidatos que vão disputar o pleito suplementar. A campanha ocorre em ritmo acelerado até o dia da eleição.

QUEM DEVE CONCORRER
O cenário político de Valença neste momento aponta para três prováveis candidatos nesta eventual eleição. O primeiro nome é o do presidente da Câmara e atual prefeito Getúlio Gomes, do PP. Se for candidato, deverá ter o apoio do prefeito cassado Walfredo Filho. O segundo nome é de Rubens Alencar (PMDB), candidato derrotado nas eleições de 2012 e autor da ação que cassou Walfredo Filho. Um terceiro nome é o da vereadora Ielva Melão (PPS), que foi presidente da Câmara e chegou a assumir a prefeitura por alguns dias. Ela terá o apoio do ex-prefeito Dr. Alcântara e do empresario Marcelo Costa.

Fonte: 180graus

 

Compartilhe

1 Comentário

  1. georgina em 20/05/2015 às 10:50

    que venha logooo

Deixe seu comentário em georgina