Portal V1

Juiz Ouve Testemunhas

31/03/2009

 

Começou nesta terça-feira (31), no Fórum Desembargador Arlindo Nogueira, a primeira das oito audiências da 18ª Zona Eleitoral, que apura indícios de irregularidades no pleito eleitoral de 05 de outubro último em Valença. A audiência de hoje foi movida pela Coligação Coragem de Fazer (Rubens Alencar), que acusa a Coligação Unidos Pelo Povo (Dr. Alcântara) de compra de votos durante o pleito eleitoral.

 Foram ouvidas ao longo do dia, quatro testemunhas (secretário do trabalho e emprego Neto, Chaguinha da secretaria de obras e o borracheiro conhecido como Louro), que tentaram desqualificar a acusação do mecânico conhecido por Cícero, que afirmou em depoimento, que o prefeito Alcântara havia condicionado um pagamento que a prefeitura devia ao mesmo, se ele votasse nele para prefeito. Outro que foi ouvido foi o gerente do Banco do Brasil, José Wilson que justificou a entrega da cópia do cheque ao mecânico “o cheque era nominal ao Cícero, ele veio à agência pediu uma cópia e entregamos” disse o gerente no fórum.

Presidiu a audiência o juiz eleitoral Dr. José Wagner Linhares, que tem ainda a participação da promotora eleitoral Drª Raquel Castelo Branco, do chefe do cartório eleitoral Carlos Henrique, além do prefeito Alcântara, vice-prefeita Salete Lima Verde, vereador Valdefran Vieira, Dr. Nonato Lima. Tanto o mecânico quanto o prefeito já prestaram depoimentos a Justiça Eleitoral no final do ano.

Ao todo serão realizadas 08 audiências até o final do mês de abril, sendo 05 de Valença e 03 de Lagoa do Sitio. Nesta quarta-feira (01) serão ouvidas pelo juiz as testemunhas arroladas pela coligação Coragem de Fazer que acusam o prefeito de aliciamento no período eleitoral.       

 

 

 

Compartilhe

Deixe seu comentário