Portal V1

Problemas com a operadora Tim em Valença é discutido em audiência

13/05/2016
A audiencia foi realizada na câmara de vereadores

A audiencia foi realizada na câmara de vereadores

O promotor de Justiça, Sinobilino Junior esteve à frente de uma audiência pública nesta quinta-feira (12) que discutiu sobre a deficiência da operadora de telefonia Tim nas cidades de Valença, Novo Oriente e Lagoa do Sitio. Realizada na câmara de vereadores a audiência contou com a participação coordenador estadual do PROCON, Nivaldo Ribeiro, Sergio Brasilis representante da Tim no Piauí, Celio Alves representante da ANATEL, Kainara Nascimento do setor jurídico da Tim, José Felix do departamento de qualidade de rede da Tim, secretária de governo, Rolândia Barros, vereadores Edilsa do Vale, Wilton Nunes de Valença e Marcelo Silva de Lagoa do Sitio e o advogado Joaquim Ronaldo representante da subseção da OAB de Valença.

A audiência foi considerada positiva por parte dos integrantes, uma vez, que abriu espaço para as autoridades locais representadas pelos vereadores, Ministro Público e a população que apesar de comparecer em pequeno número conseguiu expor os problemas apresentados pela operadora Tim nos três municípios, como a dificuldade para completar uma ligação, consumo excessivo de créditos e falhas na transmissão de dados via internet.

O representante da ANATEL, Celio Alves mostrou uma serie de slides com os números das três cidades que segundo o mesmo apesar dos problemas os índices estão dentro da normalidade acertada pela ANATEL com as operadoras. Ainda segundo Celio Alves mesmo os números mostrando essa normalidade, a realidade é outra, uma vez, que de fato existe uma deficiência no serviço como ele pôde comprovar com testes ao chegar à cidade. Ele pediu que a população que ao se sentir lesada reclame para as operadoras e para a própria ANATEL que é o agente fiscalizador das operadoras de telefonia móvel.

O coordenador do PROCON, Nivaldo Ribeiro foi enfático em afirmar que o consumidor está sendo lesado pela operadora Tim. Ele pediu providencias urgentes no sentido de resolver o problema e colocou o PROCON a disposição da população e do Ministério Público em caso de ação contra a operadora.

Já os representantes da operadora Tim afirmaram que como foi dito pela ANATEL os serviços estão normais, mais eles reconheceram que especialmente em Valença que já opera com a tecnologia 3G existem anomalias que precisam ser averiguadas. Já em Novo Oriente e Lagoa do Sitio que dispõe do sistema 2G, a questão se resumirá com as ligações, uma vez que o sistema 2G é basicamente para ligações, diferente da 3G que é bem mais eficiente na transmissão de dados.

Após quatro horas de discussão ficou acertada a vinda de uma equipe Tim nos próximos dias para as cidades para tentar detectar os problemas e estipular uma data para sua solução. De acordo com os técnicos da Tim eles reconhecem o problema, apesar das estatísticas mostrarem a normalidade do sistema e que dentro de 30 dias poderão dar uma posição oficial sobre problemas encontrados e a data para suas resoluções.

O promotor Sinobilino Junior, agradeceu aos presentes na audiência e afirmou que o Ministério Público não irá desistir da questão até que se resolva o problema, tendo em vista que a comunicação é algo imprescindível na vida da população que paga caro pelo serviço.  Ele afirmou que estará acompanhando a vinda dos técnicos e pediu que seja feito um grupo de debates para acompanhar o desenrolar dos acontecimentos.

.

Compartilhe

Deixe seu comentário