Valença do Piauí, 20 de jan, 2022

Walfredo Filho é denunciado ao TCE por desvio de recursos

Vereadora Edilsa do Vale e o prefeito Walfredo Filho

A vereadora Edilsa do Vale protocolou no Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), no dia 27 de dezembro, denúncia contra o ex-prefeito de Valença do Piauí, Walfredo Val de Carvalho Filho, por suposto desvio de recursos públicos e crime de improbidade administrativa. O conselheiro Adalberto Pio Vilanova é o relator da denúncia.

Ela alega que o ex-prefeito estaria omitindo informações ao Poder Legislativo e denuncia suposto desvio de recursos das obras de pavimentação, reformas e ampliação da UBS e quadra poliesportiva do bairro Lavanderia, no município de Valença do Piauí. A ex-vereadora explica que o município recebeu nos últimos quatro anos, vários recursos com base em convênios federais para a realização de obras, nos valores de R$ 721.500,00 mil, RS 380.000,00 mil, R$ 245.000,00 mil, 493.100,00 mil, 98.000,000 mil, 245.850,00 mil e 295.000,00 mil.

Ela explica que aprovada em sessão ordinária, uma solicitação ao prefeito Walfredo para que informasse como esses valores foram aplicados, o que não aconteceu. Edilsa explica que isso faz acreditar que pode estar acontecendo desvio de recursos. “Nunca obtivemos respostas, ou seja, cópias de projetos, levando em conta os valores recebidos o que foi feito em obras até o presente momento, leva a crer que poderá haver desvio de erário público”, disse.

Afirma ainda que foi gasto um valor de 1.548.150,00 milhão, que “representa todo recurso destinado para a reforma e ampliação das quatorze UBS contempladas com o projeto, mas apenas cinqüenta por cento delas foram concluídas, cito algumas que estão em total descaso, UBS da comunidade Aparecida, Oitica e Taboquinha. A empresa Cityplan-Empreendimentos e Construções LTDA, foi contratada para a realização das obras, parte dos recursos foram pagos ainda em 2014 e até o momento no fim de mandato estão inacabadas”.

“Há hipótese de que as obras feitas em Valença são feitas com material de construção comprado pela prefeitura, podendo ser visto claramente por profissionais técnicos, que pode comprovar o alto valor gasto com material de construção, sendo que as obras realizadas pela gestão foram alguns metros de calçamento e sarjetas de esgotos, sendo as demais de responsabilidade das empresas licitadas”, denuncia.

A ex-vereadora quer que o ex-prefeito seja investigado e sejam abertos procedimentos investigatórios em proposição das ações civis e criminais por atos de improbidade administrativa, que impostarão a suspensão dos direitos políticos, a perda da função pública, a indisponibilidade dos bens e  o ressarcimento ao erário. Pede ainda que seja realizada uma vistoria e fiscalização das obras para que seja comprovada a situação.

Outro lado

Nas redes sociais o ex-prefeito comentou a denuncia e chamou a ex-vereadora Edilsa do Vale de insana. 

“Amigos vejam aonde chega à irresponsabilidade de uma mulher que por quatro anos representou nossa cidade como vereadora, ela diz em mais uma denúncia descabida, diga-se passagens era hábito dela, que desviamos recursos do ginásio poliesportivo do Lavanderia, o ginásio não foi pago nenhum centavo ainda há empresa contratada, hoje tem cerca de 120 mil reais em conta que ainda não foi repassado há empresa que já executou bem mais que esse valor; outra denúncia irresponsável dessa incompetente refere-se aos Calcamentos, qualquer um pode se dirigir aos bairros Novo Horizonte, lavanderia, Valentim, centro, Morada Nova, Pista Nova, Amando Lima e a empresa continua agora no Valentim e ainda em janeiro será concluída com alguns trechos do Novo Horizonte, são quase 5 km de Calcamentos só nesses últimos quatro anos executados; outra idiotice relatada por essa senhora insana e muito desinformada é a respeito dos postos de saúde, estes, as obras estão em andamento, sendo que 9 deles, Amando Lima, Izidoria, Palmeirinha, Tabuleta, Mesa de Pedra, Barra de duas veredas, ponta D´água estão prontos e entregues pela empresa, os do Lavanderia e João Pires a empresa prevê a entrega em janeiro, já os das localidades Taboquinha, Buritizal, Aparecida, Oiticica e Centro estão pagos 20 % da obra que estão executadas e os outros 80 % estão em conta para que nossa Prefeita conclua; para finalizar essa aberração dessa insana informo a qualquer cidadão Valenciano, Ministério Público ou TCE que as licitações, prestações de contas e as próprias obras nos bairros e localidades estão a disposição de todos para que seja dirimida qualquer dúvida que por ventura tenha ficado. Já comprovamos tantas denúncias infundadas dessa insana que acredito que o TCE não perca nem mais tempo em ouvi-la, mas se precisar estamos tranqüilos não só a respeito dessas asneiras mas em relação de qualquer ato de nossa gestão. Encerramos dia 31 nosso mandato de cabeça erguida e com o dever cumprido, folha de pagamento em dias, dezenas de obras estruturantes, melhores índices na educação e saúde, credores zerados, enfim, entregamos muito diferente de quando recebemos a 4 anos, cumprindo nosso compromisso. Muito obrigada Valença por ter excluído da vida pública pessoas como essa insana.”

Fonte: GP1

0 Comentário